in ,

Festival Zero reúne várias formas de expressão cultural

Teatro, exposições, música, poesia e cinema num só festival. É isso que nos vai proporcionar o Festival Zero, cuja 1ª edição vai decorrer em Tomar, de 5 a 9 de novembro.

Esta iniciativa do grupo Espaço 0 – Artes Comunicantes, liderado por José Conchinha, propõe-se “dar a conhecer melhor o trabalho levado a cabo por tomarenses” e desafia “todos os amantes da cultura para que façam parte desta festa”.

Nos cinco dias, destacam-se a exposição “Impressões de Teatro” – Crítica Teatral de Lopes Graça, com curadoria de Pedro Junqueira Maia, a 5 de novembro; a estreia da peça “Voz Humana”, de Jean Cocteau, pelo Espaço Zero Teatro, a 6 de novembro; e o concerto de Jazz de Mário Delgado e Carlos Barretto, a 8 de novembro (sexta-feira). Do Brasil, chega ainda a Companhia Teatral Procênio, um grupo que conta aos mais pequenos a história de João e o Pé de Feijão (sábado, 9 de novembro).

O Cine-Teatro Paraíso e o Complexo Cultural da Levada, ambos na zona antiga da cidade, são os palcos em que as atividades têm lugar. A entrada é gratuita, tanto nas exposições, como nas curtas-metragens. Para os restantes espetáculos, os preços das entradas variam entre os 2 euros (peça de teatro infantil), os 3 euros (peças de teatro) e os 5 euros (sessão de jazz). No caso dos eventos pagos, os bilhetes estão à venda nos locais dos espetáculos.

 

Programa completo – Festival Zero

Dia 5, terça-feira às 21h30, Cine-Teatro Paraíso – Nós e Tripé, Curtas-Metragens – Tripé

Dia 6, quarta-feira às 21h30, Auditório Complexo Cultural da Levada – A Voz Humana, Teatro – Espaço Zero

Dia 7, quinta-feira às 21h30, Auditório Complexo Cultural da Levada – Uma pequenina Luz, Sarau de Poesia – Espaço Zero

Dia 8, sexta-feira às 21h30, Auditório Complexo Cultural da Levada – Mário Delgado e Carlos Barretto, Jazz

Dia 9, sábado às 21h30, Auditório Complexo Cultural da Levada – João e o Pé de Feijão, Teatro Infantil – CIA Teatral Procênio (Brasil)

Exposições de 5 a 17 de novembro:

Impressões de Teatro – Crítica teatral de Fernando Lopes Graça

Complexo Cultural da Levada – Espaço Multiusos Central Eléctrica

Interposita Personae – Construção de uma identidade

Complexo Cultural da Levada – Espaço da Fundição

Uma Sombra… – Arte Contemporânea, Sandro Ferreira

Complexo Cultural da Levada – Espaço da Fundição

Escrita por Redação

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Comentários

0 comentários

U. Tomar goleia Moçarriense

Freguesia de Asseiceira “mostra-se” na Casa do Concelho em Lisboa