CulturaDestaque

Dois eventos sobre os Templários

- Publicidade -

Os Templários estão em destaque por estes dias em Tomar com dois eventos sobre essa enigmática Ordem que continua a cativar milhares de pessoas em todo o mundo.

Neste sábado, decorrem entre as 11h00 e as 19h30, no castelo de Tomar, os “Dias Templários”, iniciativa da associação Thomar Honoris.

Com entradas livres, o Terreiro D. Gualdim Pais acolhe acampamento militar, mercado da estrelinha, esgrima histórica, artes e ofícios e danças medievais, entre outras atividades.

Na próxima semana, de 12 a 14 de outubro, realiza-se o II Colóquio Internacional da Rota Templária Europeia (TREF), com o tema Templários da re(conquista) ao povoamento.

A iniciativa, que inclui visitas e 16 conferências presenciais por especialistas nacionais e estrangeiros, é aberta a todo o público bastando inscrever-se e as inscrições são livres.

- Publicidade -

Nos dias 12 e 14 as atividades decorrem na biblioteca municipal de Tomar, enquanto que no dia 13 as conferências acontecem no Centro Cultural da Barquinha.

Uma atenção especial à noite do dia 12 de outubro, igualmente aberta a todos onde se realizará uma conferência de Carlos Batata sobre Tomar, a apresentação do livro de François Gilet sobre o primeiro Mestre da Ordem do Templo Hughes de Payns, a exibição do Báculo e da Mitra do Dom Prior, algo que não é visto há bastantes anos e uma apresentação sobre a Bibliografia Essencial de Tomar.

A manhã do dia 13 é dedicada à homenagem a Gualdim Pais na igreja onde está sepultado, além da visita ao Castelo de Almourol bem como ao Centro de Interpretação Templária de Almourol e à biblioteca sobre o tema, fruto do labor do investigador Manuel Gandra.

Conta-se que sejam apresentadas no dia 13 à noite as atas da Rota Templária de 2021.

 

Programa:

Quarta 12, Biblioteca Municipal de Tomar:
9h30 – Abertura com as intervenções institucionais
Anabela Freitas – Presidente da Câmara Municipal de Tomar e da TREF
Fernando Freire – Presidente da Câmara Municipal de V. N. Barquinha
Arnaud Baudin – Presidente do Comité Científico Internacional da TREF
Ernesto Jana – Presidente do Comité Científico Português da TREF
10h00
– François Gilet (investigador e membro do Comité Científico da TREF) – “Hughes de Payns et les premiers templiers en Orient”
– Pierre-Vincent Claverie (Cyprus Research Centre) – “La place de Jérusalem dans la pensée templière”
– Joan Fuguet (Doutor em História da Arte pela Universidade de Barcelona; docente na Escola Técnica Superior de Arquitectura de Barcelona) – “El Temple en la conquista y colonización de Mallorca – su legado patrimoniale”.

15h00
– Carlos Afonso (Doutorado em História Medieval pela FCSH – Nova de Lisboa) – “De Soure 1144 ao Tejo 1147: três anos na militarização dos templários em Portugal”.
– Manuel Sílvio Conde (Professor Auxiliar aposentado com Agregação na Universidade dos Açores, investigador no IEM da FCSH-Nova de Lisboa) – “A Ordem Militar do Templo e a vila de Tomar”
– Rui Nobre (Doutorado pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra) – “Os Templários na Diocese de Lisboa”

21h00, Salão Nobre da Câmara Municipal de Tomar
Exposição do báculo e da mitra do Dom Prior da Ordem de Cristo
Apresentação de bibliografia essencial sobre Tomar
Conferência por Carlos Batata (Arqueólogo e Doutorado na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra) – “O termo de Cera, os Templários e o povoamento do espaço”
Apresentação do livro “Hugues de Payns en Orient”, de François Gilet, membro do Comité Científico da TREF

Quinta 13:
9h00 – Igreja de Santa Maria dos Olivais – Homenagem a Gualdim Pais e breve visita à igreja de Santa Maria do Olival
11h00 – Visita ao Castelo de Almourol e Centro Interpretativo Templário de Almourol

15h00 – Centro Cultural da Barquinha
– Valérie Alanièce (Investigadora e Vice-Secretária da Rota Templária Europeia) – “Donner et se donner à l’ordre du Temple. Quelques exemples de “soeurs” en Champagne meridionale”.
– Nuno Villamariz Oliveira (Licenciado pelas Belas-Artes da Universidade de Lisboa; Mestre pela Faculdade de Letras da Universidade. de Lisboa e doutorando na FCSH – Nova de Lisboa) – “Templários em Portugal — entre a espiritualidade combatente e a antropologia do espaço”
– Cristina Pimenta (Faculdade de Letras da Universidade do Porto; investigadora no CIPESE) – “No encalço da Primeira Cruzada: notas sobre um debate historiográfico”
– Paula Pinto Costa (Professora Associada da Faculdade de. Letras da Universidade do Porto) – “Entre a História e a Historiografia: representações sobre a Ordem do Templo”
– Joana Lencart (Faculdade de Letras da Universidade do Porto; Investigadora do CITCEM da FLUP) – “A (re)construção da Ordem do Templo no século XVI por via de Pedro Álvares Seco”

Sexta 14, Biblioteca Municipal de Tomar:
10h00
– Nadia Bagnarini (Doutoramento na Escola Doutoral “Riccardo Francovich”: História e Arqueologia da Idade Média, Instituições e Arquivos; Licenciatura Università degli Studi di Roma “La Sapienza”) – “Dai Templari all’Ordine di Malta: strutture difensive e economiche nel Patrimonium Sancti Petri a sostegno della (ri)conquista”
– Luís Filipe Oliveira (Professor auxiliar na Universidade do Algarve; Investigador do IEM da FCSH – Nova de Lisboa; Director da Revista Medievalista do IEM da FCSH – Nova de Lisboa) – “A Ordem do Templo e os Monarcas”
– Carme Plaza (Professora catedrática de língua e literatura espanholas no Instituto de Batxillerat em Barcelona) – “El templario y la villana, de Juan Cortada. Más allá de la novela histórica”.

15h00
– Isabel Cristina Fernandes (Licenciada e Mestre pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra; organizadora de seis dos encontros sobre Ordens Militares em Palmela entre 1998 e 2019) – “A investigação sobre Templários em Portugal: uma perspetiva”
– Simonetta Cerrini (Licenciada pela Universidade Católica de Milão e doutorada pela Universidade Paris IV – Sorbonne; Ensinou em universidades francesas em Nice, Cergy-Pontoise, Boulogne-sur-Mer e na Escola, Pós-Doutoramento da Pontifícia Universidade Antonianum em Roma) – “I Templari tra la guerra e la pace”

 

Nota: as informações que disponibilizamos nesta notícia foram fornecidas por Filipe Pires, da associação Thomar Honoris, e por Ernesto Jana, da Rota Templária Europeia, já que, por parte da câmara de Tomar permanece o boicote ao envio de comunicados de imprensa e outra documentação para “Tomar na Rede”.

8 10 8177722 3638955553838249525 n

- Publicidade -

2 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo