in ,

Cem Soldos revive Festa de Aleluia

Foto: http://cemsoldos-tomar.blogspot.com

Todos os anos no domingo de Páscoa, a povoação de Cem Soldos, na Freguesia da Madalena, revive uma tradição única, polémica e cujas origens não estão totalmente determinadas.

Partir cruzes nas escadarias da igreja é uma tradição que a igreja não vê com bons olhos e que até já tentou proibir.

A Festa de Aleluia começa às 9 horas na capela de Cem Soldos onde os participantes entoam canções litúrgicas, mas sem a presença do padre.

De seguida, os jovens da localidade empunhando cruzes feitas nos dias anteriores com canas, verduras e flores (aleluia), percorrem em passo acelerado todas as ruas da povoação gritando repetidamente e com toques de sinos “Aleluia, aleluia, já ressuscitou o nosso Senhor”.

Antigamente à frente da procissão seguiam os jovens que nesse ano iam às inspecções militares. Hoje em dia são os jovens entre os 18 e 20 anos. São eles que se encarregam de organizar o ritual.

Depois de percorrerem todas as ruas, os participantes regressam à igreja onde repetem os cânticos.

No final acontece a parte mais polémica da tradição. Os jovens saem desordenadamente da capela e começam a destruir as tais cruzes de canas nas escadarias à porta da capela.

Esta cena é conhecida por “matança dos judeus”. Há quem defenda que se trata de uma manifestação de carácter anti-semita.

No entanto, por influência da igreja, nem todos partem as cruzes. Alguns participantes guardam-nas e, da parte da tarde, fazem uma procissão ao cemitério onde colocam as cruzes nas campas dos seus familiares já falecidos. E só nesta parte da cerimónia é que o padre da freguesia participa.
Neste domingo, dia 21, repete-se a singular tradição de Cem Soldos.

 

 

Escrita por Redação

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Festa dos Tabuleiros: primeira saída de Coroas é já este domingo

“Alegres Cantares”: novo grupo de cantares populares