in ,

Câmara de Tomar ajuda Leiria a ser Capital Europeia da Cultura em 2027

A câmara de Tomar aderiu à cooperativa “Rede Cultura 2027 Leiria” que tem como principal objetivo sustentar a candidatura da cidade de Leiria a Capital Europeia da Cultura em 2027. A participação da câmara é de 14.090 euros, correspondente a uma percentagem de 3,63%.

Além de Tomar, fazem parte da cooperativa os municípios de Alcanena, Alcobaça, Alenquer, Alvaiázere, Ansião, Arruda dos Vinhos, Batalha, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Castanheira de Pêra, Figueiró dos Vinhos, Leiria, Lourinhã, Marinha Grande, Nazaré, Óbidos, Ourém, Pedrógão Grande, Peniche, Pombal, Porto de Mós, Sobral de Monte Agraço, Torres Novas e Torres Vedras.

Segundo os estatutos, o objeto da cooperativa consiste na “promoção e desenvolvimento de ações de conceção, organização, implementação e divulgação de projetos culturais e sociais, incluindo artísticos e pedagógicos, no âmbito transdisciplinar e intercultural, com vista, também, à sustentação da candidatura da cidade de Leiria a Capital Europeia da Cultura em 2027, bem como a promoção de outras atividades culturais, conexas, a nível local, nacional e internacional, colaborando com instituições públicas e privadas, que envolvam artistas e comunidades diversificadas, de acordo com as aspirações culturais, económicas e sociais dos seus membros”.

Há uns anos, o encenador Carlos Carvalheiro, do grupo Fatias de Cá, iniciou uma campanha para que Tomar se candidatasse a Capital Europeia da Cultura mas não recolheu os apoios e as vontades políticas suficientes.

Escrita por Redação

Comentários

Responder
  1. Cada vez mais Tomar é uma cidade regida a nível político por lacaios deslumbrados e servis . Já agora podem também propor a alteração administrativa e geografia para o distrito de Leiria e finalmente uma junção há maior fonte de riqueza do distrito , Fátima , e concelho de Ourém que passariam como de há muito é desejado para o distrito de Leiria . Uma cidade elevada a categoria de mesma em 1844 a primeira do Distrito de Santarem em que só foi da mesma forma elevada cidade de Santarem em 1868 , como pode Tomar no espaço temporal de uma geração se reduzir a este nivel de servilismo patetico para com os que politicamente e financeiramente se souberam elevar em termos sociais . É muito triste . Samuel Neves Pires

  2. Tal só confirma a liderança de Leiria ao nível regional. O que vem no seguimento da liderança económica dessa cidade, a que se junta a dinâmica académica com o Politécnico de lá. Alguns tomarenses dirão que há umas décadas não era assim. Pois, é uma pena mas é assim.

  3. Tomar é muito pobre em activos humanos, particularmente e bastante notório ao nível das elites politicas do Concelho para querer ombrear com Leiria.
    Concordo com a alteração administrativa no sentido de Tomar passar a ser incluído no distrito de Leiria

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Duas câmaras do mesmo partido, duas formas de lidar com a imprensa

Aula online pirateada e professora alvo de ofensas (c/ vídeo)