in ,

Câmara faz novo contrato com arquiteto da Várzea Grande

A câmara de Tomar assinou mais um contrato por ajuste direto com o gabinete Lourenço Gomes, desta vez de 34 mil euros + IVA, para “serviços de arquitetura e acompanhamento da obra da Várzea Grande”.

Em janeiro de 2017, a câmara já tinha contratado o mesmo gabinete para fazer o projeto da Várzea Grande pelo valor de 28 mil euros + IVA.

O novo contrato, assinado a 19 de junho, tem ainda por objeto “serviços respeitantes a ajustamentos de ordem técnica e acompanhamento da obra, a decorrer na Várzea Grande, assim como o apoio na análise dos trabalhos complementares, na gestão e execução do contrato de empreitada, e ainda nos cálculos das revisões de preços”, segundo o documento publicado no Portal Base.

Feitas as contas, os serviços do gabinete de arquitetura para a obra da Várzea Grande custam à autarquia 76.260 mil euros, já com IVA incluído.

 

Escrita por Redação

Comentários

Responder
  1. Deixo o reparo para as árvores colocadas ao lado da Igreja que estão secas todas esfoladas sem casca será que são para ficar assim ou ir ao ser devidamente trocadas e colocadas como deve de ser sem serem danificadas ?? Com equipamento para pegar pela da para da árvore e colocação no respetivo local de plantação é o correto para ficar em condicoes assim não é nada pelo que espero que nas restantes assim seja ou então vamos ter também uma praça cheio de árvores secas???

    Espero que se tenham lembrado dos respetivos sistemas de rega todos os quadrados de cada árvore???

    Será importante que com esta nova fiscalização no projeto nada destas coisas falhe eu como Tomarense não admito num projeto desta envergadura que se coloquem árvores nestas condições e que sejam para ficar a espera que rebentem para o ano sem que já tenha uma única folha verde e todas desfiladas sem casca…

    Tomarense indignado que deixa este reparo para que as árvores sejam colocadas nas devidas condicoes é o mínimo.

    Agradeço esta fiscalização ao projeto.

    • Não se admire. A maioria das árvores a colocar são de aviário. Coitadas, não há genética que as salve da morte prematura. Significa isto que as pobres cresceram (?) em vasos ou num buraco cavado em terra pobre. Serão raquítica durante a breve vida que terão. Nunca darão sombra de jeito. Passe por Porto de Mós e olhe para aquela deprimente “zona verde” lá no centro. Aquelas árvores raquíticas estão lá há anos e veja a sua pujança. Aqui em Tomar vai passar-se o mesmo na várzea grande a não ser que o sr. Vereador Hélder tenha um trunfo na manga…talvez as tais árvores chinesas!!!

    • As árvores foram transplantadas da frente da estação da CP na primeira ou segunda semana de Maio com mais de 30 graus de temperatura e foram regadas UMA VEZ! Como se espera que sobrevivam?
      Comentário enviado por Vasco mas que devido a problemas técnicos não foi possível inserir.

Responder a José Gaio Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Quer fazer publicidade no “Tomar na Rede”? Saiba como

Assembleia Intermunicipal do Médio Tejo reúne sem público