in ,

Tribunal de Tomar: pintura da sala de audiências em fase de restauro

Mais de 60 anos depois, o mural do pintor Guilherme Camarinha da sala de audiências do Palácio da Justiça de Tomar, está a ser restaurado.

A recuperação está a ser levada a cabo pela empresa Nova Conservação, de Lisboa, a mesma que restaurou a Charola do Convento de Cristo.

Intitulada “A Devoção da Várzea Grande ao Povo de Tomar”, a pintura mural ilustra o episódio do conflito entre o povo de Tomar e a Ordem de Cristo a propósito da propriedade da Várzea Grande.

O Palácio da Justiça de Tomar foi inaugurado a 1 de março (dia da cidade) de 1959. Nesta altura está a ser alvo de obras no valor de 644.520 euros. Consistem na substituição das caixilharias, instalação de sistema de climatização, substituição das lâmpadas por led no interior, remodelação das celas e criação de acessibilidades, entre outros melhoramentos há muito reclamados pelos magistrados e oficiais de justiça.

Noutra empreitada vão ser instalados painéis fotovoltaicos no telhado do tribunal.

Obras no tribunal ascendem a 640 mil euros

 

Mais informação aqui

Escrita por Redação

Comentários

Responder
  1. E o Politécnico local a passar ao lado de tudo isto. Ou tudo isto a passar ao lado do Politécnico de Tomar.

Responder a Tomar ah ré Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Uma semana sem recolha do lixo

Enfermeira tomarense galardoada na Inglaterra