DestaqueSociedade

Protetora dos Animais lança apelo

Numa tentativa de sensibilização para o problema do abandono dos animais, a APAT – Associação Protetora dos Animais de Tomar lançou um comunicado no qual apela à consciência das pessoas e dá algumas instruções de como aquele problema pode ser minimizado.

Com o canil da zona industrial sem capacidade para acolher mais animais, a APAT apela à ajuda de todos.

Transcrevemos o comunicado:

“Ficamos impotentes perante tanto abandono. O número de adopções não supera, nem de perto nem de longe, o número de abandonos e de animais recolhidos. As nossas instalações são muito grandes, mas é gigante o número de animais que temos ao nosso cuidado. Voluntários? O nosso enorme agradecimento a todos os que nos ajudam, mas são sempre muito poucos.

Sabem o que acontece quando é excedido o número ideal de cães dentro de uma box ou o número ideal de gatos dentro de uma box ou de uma jaula (onde muitos têm de ficar, porque não há mais boxes disponíveis, há demasiado tempo)? Matam-se uns aos outros, enlouquecem, passam noites inteiras cheios de fome e de sede porque, como são muitos, entornam água, a comida mistura-se com a areia cheia de dejectos e ao brincar as mantas misturam-se naquele caos.

Visitem o canil e percebam como os nossos animais são tratados, as condições que têm e as que poderiam ter, se não fossem tantos ou se não estivessem ali, mas dentro de uma casa com uma família que os ame.

Se encontrar um animal abandonado, a la coisa que tem a fazer é fotografar e ligar para o Gabinete Veterinário; De seguida, agarre na foto que tirou e comece a partilhar nas redes sociais e a difundir por Associações locais (nomeadamente a APAT) para se chegar ao dono ou a alguém que possa efectivamente recolher o animal. Se conseguir recolher o animal em sua casa, acate a responsabilidade real de que poderá ter de ficar com ele durante algum tempo, poderá ter de lhe prestar socorro numa clínica veterinária – Pense primeiro, pondere.

Uma das nossas prioridades, como humanos, é ajudar, ajudarmo-nos a nós próprios, ajudar as outras pessoas e ajudar todos aqueles que precisam de auxílio, como muitas vezes os animais.

As Associações Protectoras de Animais são constituídas, na sua grande maioria, por pessoas como todas as outras, com a mesma obrigação que as outras, com os mesmos meios que as outras – muitas vezes – porque se pensarmos nas ajudas que as Associação poderão ter, estamos a falar de quotas de sócios, de donativos, de eventuais ajudas municipais… E se logo a seguir pensarmos na quantidade de animais que muitas Associações têm ao seu encargo, o rácio acaba por ser exactamente o mesmo. Não recolhemos, nós, pessoas, muitas vezes, animais errantes porquê? Porque temos outros animais em nossas casas, porque não temos dinheiro para ficar com eles ou para ir com eles ao veterinário… Isto passa-se e poderá passar-se com muitas Associações em Portugal.

Não abandone animais, não recolha animais que não pode ajudar, peça ajuda, partilhe. Não atribua aos outros responsabilidades que você, pessoalmente, não pode acarretar. Esterilize os seus animais antes que estes se multipliquem. Esterilize. Não tem dinheiro para isso? Peça ajuda. Previna”.

A APAT funciona no canil da Zona Industrial de Tomar, de segunda a sexta feira, das 9 às 16 horas e pode ser contactada pelo tlf. 249 090 952 ou email

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Adblock Detectado

Por favor, considere apoiar o nosso site desligando o seu ad blocker.