SociedadeDestaque

Politécnico de Tomar divulga composição do Conselho Geral após queixa

- Publicidade -

Apesar de já ter sido eleito a 28 de setembro, só quase dois meses depois é que foi divulgada a composição completa do Conselho Geral do Instituto Politécnico de Tomar, órgão que, de quatro em quatro anos, elege o presidente da instituição.

“Tomar na Rede” enviou no dia 28 de outubro um conjunto de questões sobre as eleições e a composição do Conselho Geral, às quais só recebemos resposta depois de apresentarmos queixa à Comissão de Acesso aos Documentos Administrativos (CADA).

No site do IPT ainda aparecia o economista Augusto Mateus como presidente (cessante) deste órgão. Além disso, não havia informação quanto às “individualidades externas de reconhecido mérito e com conhecimentos e experiência relevantes para o IPT”, apenas os nomes dos representantes dos professores, dos alunos e do pessoal não docente, eleitos já em março de 2022.

Na reunião de 28 de setembro, já com o Conselho Geral completo, foi eleita a brasileira Inguelore Scheunemann de Souza, de 71 anos, para presidir ao órgão.

Segundo o currículo disponível na internet, a nova responsável é licenciada em Odontologia pela Universidade Federal de Pelotas (onde foi reitora) especializada em Microbiologia, com doutoramento em Estomatologia e Mestrado em União Económica Europeia. É presidente da organização Herity Internacional e coordenadora do Polo do Brasil da cátedra UNESCO-IPT em Humanidades e Gestão Cultural Integrada do Território, conforme se lê no site do IPT.

- Publicidade -

Em 2015, no Brasil, Inguelore foi condenada por fraude, num processo de penhora de um imóvel.

Quem é quem no Conselho Geral do IPT

ipt 6789

 

- Publicidade -

2 comentários

  1. Uma vergonha. Ser preciso recorrer a uma Comissão de Acesso a Documentos Administrativos para saber a composição do órgão. Outra vergonha é ir buscar uma professora brasileira que nada tem que ver com Tomar e com o ensino superior em Portugal, para o Conselho Geral e ainda a elegem para Presidente. Depois queixam-se que os alunos procuram outras escolas.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo