in ,

PJ detém dona de lar ilegal onde morreram duas idosas

Riachos

A proprietária da casa de acolhimento ilegal situada no bairro Sópovo, em Riachos, onde morreram duas idosas com sinais de maus tratos, foi detida pela Polícia Judiciária.

A mulher de 41 anos “arrendou uma casa que adaptou para casa de acolhimento, onde acolhia quatro idosas, cobrando uma mensalidade fixa, comprometendo-se a prestar os cuidados devidos às mesmas”, informa a PJ em comunicado.

Ocultou informação sobre a morte de uma utente às autoridades competentes e aos familiares, depois de no dia anterior ter morrido outra idosa na casa de acolhimento, ambas com magreza extrema.

Vai ser presente às autoridades judiciárias competentes, para a aplicação das medidas de coação tidas por necessárias.

A mulher é suspeita da prática de crimes de maus tratos agravados pelo resultado morte, um crime de profanação de cadáver e dois crimes de maus tratos.

 

Comunicado da PJ

Recorte do Correio da Manhã (05/03/2021)

Recorte do Jornal de Notícias (05/03/2021)

Escrita por Redação

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Novo tarifário da Tejo Ambiente já em vigor

Para o GUIDE DU ROUTARD, em Portugal o monumento apaixonante é o Convento de Cristo