DestaqueSociedade

PJ desvenda crime em Figueiró-dos-Vinhos

Cerca de três meses depois de ter sido encontrado o cadáver de Jorge Parente numa zona florestal entre Aldeia de Ana de Aviz e Aldeia da Cruz, no concelho de Figueiró dos Vinhos, a Polícia Judiciária deteve o suspeito do crime ocorrido no final de março.

Jorge Parente, pedreiro de profissão, foi dado como desaparecido no dia 1 de abril e o seu corpo foi encontrado no dia seguinte numa zona de eucaliptal. Estava coberto de vegetação, a cerca de 200 metros do trator que a vítima operava, viatura que estava tombada.

Em comunicado, a PJ refere a “presumível prática dos crimes de homicídio qualificado, profanação de cadáver e detenção de arma proibida”.

tomardrive banner728x145 7h 24h agosto 2021

Desconhece-se para já as motivações do crime, mas a PJ apurou que “o arguido muniu-se de uma arma de fogo, atraiu a vítima, de 54 anos de idade, para uma zona de floresta e terá disparado três tiros, pelas costas, que a atingiram na zona da cabeça e das costas.

Apercebendo-se que a vítima ainda evidenciava alguns sinais de vida, o suspeito terá golpeado a vítima, na zona da cabeça, provocando-lhe a morte. Seguidamente, arrastou o cadáver para o interior da floresta e cobriu-o com vegetação, para o ocultar”.

O arguido, de 51 anos de idade, foi presente a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

 

Reportagem da SIC

Corpo encontrado com ramos numa mata: “Podemos estar perante um ajuste de contas”

 

Comunicado da PJ

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Adblock Detectado

Por favor, considere apoiar o nosso site desligando o seu ad blocker.