Sociedade

Ninguém concorreu ao lugar de calceteiro na câmara de Torres Novas

- Publicidade -

Não se apresentou qualquer candidato ao concurso lançado este ano pela câmara de Torres Novas para admissão de um calceteiro.

Já em 2019 a autarquia torrejana tinha lançado outro concurso para o mesmo lugar e também não houve candidatos.

Assim sendo, os concursos são considerados desertos.

 

Caracterização do posto de trabalho de calceteiro, de acordo com o anúncio:

- Publicidade -

“Reveste e repara pavimentos, justapondo e assentando paralelepípedos, cubos ou outros sólidos de pedra, tais como calçada à portuguesa, granito, basalto, cimento e ou pedra calcária, servindo-se da calceteira ou camartelo, prepara a caixa nivelando e regularizando o terreno, prepara o leito espalhando uma camada de areia ou pó de pedra, providencia a drenagem e escoamento das águas, refecha as juntas com areia, caliça ou outro material, talha pedras para encaixes utilizando a marreta adequada, adapta as dimensões dos blocos utilizados às necessidades da respetiva justaposição, fraturando-os por percussão segundo os planos mais convenientes”.

- Publicidade -

5 comentários

  1. Por vezes para este tipo de trabalho fazem exigências que desmotiva a pessoa a concorrer. Porque não dão o curso á pessoa e lhe garantem o posto de trabalho. Seria muito mais justo! Ou é assim tão difícil?

    1. Na administração pública, qualquer ação fora do burocratimente estipulado, ainda que de bom senso, faz logo desconfiar de corrupção ou compadrio. E alguma comunicação social fomenta essas desconfianças.

  2. Existem algumas pessoas que sabem fazer este trabalho, mas não parecem ser o tipo de pessoas que andam atentas ao diário da república.
    A menos que lhes chegue aos ouvidos por passa palavra é duvidoso que algum dia arranjem, e ainda resta saber quanto pagam.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo