in

Muro clandestino mantém-se um ano depois

O terreno é privado, mas o muro é ilegal uma vez que não tem licença e não cumpre as medidas regulamentares (está mais alto do que o permitido).

Este é mais um caso em que a câmara de Tomar “fecha os olhos” e deixa arrastar o problema.

Antes da festa dos Tabuleiros de 2019, um morador construiu um muro nas traseiras de um prédio na rua da fábrica da Fiação e av. Egas Moniz, com o objetivo de criar ali garagens. Sem licença para construir, o proprietário do terreno viu a obra embargada e assim continua até hoje, mais de um ano depois.

Escrita por Redação

Comentários

Responder
  1. Notícia mesquinha, sem fundamento.
    Tanta regra, hoje em dia não se têm nada, matamos a trabalhar para o dinheiro do banco ser do estado e os bens e terranos terem regras e mais regras. Uma miséria, mais esta midia que que alimente ódio é guerrinhas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Ricardo e Francisca Pereira de visita a Tomar

Fatias de Cá apresenta Os Relvas na destilaria da Brogueira