in ,

Moradores contestam retirada de contentores do lixo

Os moradores da rua Aurora de Macedo no centro histórico de Tomar foram surpreendidos esta semana com a retirada dos contentores do lixo que estavam colocados junto ao restaurante 15, perto do cruzamento com a rua Infantaria 15.

Sem aviso prévio, os contentores foram retirados pela empresa responsável, a Tejo Ambiente através da contratada Suma.

A maior parte dos moradores e comerciantes não compreende esta retirada dos contentores até porque estavam localizados numa zona onde há muitos residentes e estabelecimentos comerciais que enchiam diariamente os recetáculos de lixo.

Por outro lado, havia alguns protestos contra o lixo naquele local por parte do proprietário de uma garagem que não conseguia entrar e sair com a sua viatura e por parte de um ou outro morador por causa do mau cheiro dos contentores.

Esta semana, alguém afixou na parede um aviso (com erros de português) a informar os cidadãos que devem colocar o lixo nos contentores junto à Mata dos Sete Montes ou atrás da Câmara.

A moradora Andreia Valentim é uma das que dá conta da sua indignação pela retirada dos contentores num post publicado no Facebook:

“Muito triste o que fizeram hoje ao retirarem 3 contentores do lixo pela manhã aos moradores do centro histórico, muitos já com uma idade avançada e outros com bebés como eu que cá em casa somos só as 2 e quando precisarmos de ir ao contentor do lixo teremos que nos deslocar com os sacos e a bebé a uns passos de distância pra alguns mas pra outros com mais dificuldade a uma boa distância. Daqui a pouco vem a chuva e quero ver as pessoas de idade de bengala com o lixo numa mão a bengala noutra e o chapéu não sei em que mão.. E eu com a minha bebé à chuva com o lixo, chapéu por aí fora?

Moro aqui (Rua Dona Aurora de Macedo) há 6 anos e os contentores do lixo sempre existiram aqui os quais serviam moradores e negócios (lojas, restaurantes e afins) serviam não só a rua onde moro como as ruas em volta..

Cada vez melhor esta nova empresa de recolha do lixo, assim não passam por estas ruas do centro histórico.. Centro histórico é igual ao esquecimento

Bora reclamar por este triste serviço desta empresa???”

Também Américo Assunção dá conta do seu desagrado pela situação:

“Uma vergonha é o que tenho a dizer. Tanto estabelecimento comercial desde pequenas lojas a restaurantes e cafés e são retirados os contentores do lixo na rua Dona Aurora Macedo. Eu estou em Tomar há 11 anos e sempre me lembro de ver ali os contentores. Agora expliquem aos comerciantes porque raio têm de ir até atrás da câmara ou até à mata nacional para porem os sacos do lixo. Eu tinha um bom sítio para os coloca: EM FRENTE À PORTA DA CÂMARA MUNICIPAL”

Escrita por Redação

Comentários

Responder
  1. Na Rua Fábrica da Fiação, também retiraram os contentores de ecoponto. Espero que agora a Anabela reduza o custo da água e dos resíduos.

  2. É tudo para facilitar a vida aos coitados dos funcionários, que como bem sabemos são uns sacrificados. E muito mal pagos por aquilo que realmente fazem. Sobretudo os sentados.
    Contadores de água e luz na rua, com todos os perigos inerentes, para suas excelências não terem o trabalho de solicitar o acesso aos respectivos consumidores. Caixas de correio penduradas nas paredes, vendidas pelos CTT, porque nas tradicionais aberturas dizem eles que não cabe agora o correio. Trânsito automóvel na Rua Infantaria 15 durante a semana, para suas excelências poderem ir e regressar do trabalho com mais facilidade. Parque de estacionamento P1 quase sempre cheio, com os carritos dos ilustres eleitos e funcionários camarários, que não pagam… e por aí adiante. O Estado, (que o mesmo é dizer os contribuintes) é uma teta que nunca seca e os protestos são raríssimos. Por isso os abusos são cada vez mais frequentes. Até quando?

  3. Sr Celestino Marques la que não concorde com a retirada dos contentores do lixo, tudo bem.
    Agora vir para aqui dizer mentiras relativas ao funcionamento do Parque nas traseiras da Câmara como “…… os carritos dos ilustres eleitos e funcionários camarários, que não pagam… e por aí adiante.”

    • Pois pois! Dar música aprendida de cor é uma bela atividade. O pior é o resto, meu caro Tomarense. Não basta acusar alguém de “dizer mentiras”. Se assim fosse as cadeias estavam a abarrotar. É indispensável apresentar provas. Você pode provar aquilo que escreveu? Ou limitou-se a fazer o que a sua consciência de funcionário chupista lhe ditou?
      Sendo mais claro. POR EXEMPLO E SÓ COMO EXEMPLO, pois há outros: Aqueles quase 20 veículos que ocupam o 2º andar do parque T1, transformando-o em garagem urbana da autarquia, são da câmara. Você consegue provar que pagam para ali estarem meses e meses?
      Não consegue, pois não? Então cale-se, que faz melhor figura.

  4. O aviso é simplesmente ilegal e portanto de nenhum efeito, porque além de não estar em papel timbrado, também não ostenta qualquer assinatura.
    Embora por vezes não pareça, e apesar dos curiosos hábitos tomarenses, ainda vivemos num Estado de direito, cujas leis são de cumprimento compulsivo, se necessário. Neste caso, só a Câmara Municipal ou as autoridades policiais têm capacidade legal para afixar um aviso como o da foto. Tendo em conta a natureza apócrifa do mesmo, devem os habitantes da zona continuar a deixar o lixo doméstico no local de sempre, sem que incorram em qualquer ilegalidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Praga de moscas em Tomar (c/ vídeo)

Cáritas promove Feira Solidária na Praça da República