SociedadeDestaque

Menina de 13 anos abusada por ensaiador de folclore em Abrantes

- Publicidade -

O diretor e ensaiador de um rancho folclórico do concelho de Abrantes foi detido pela Polícia Judiciária por estar “fortemente indiciado pelo crime de abuso sexual de crianças”, neste caso de uma menina com 13 anos.

O homem de 52 anos foi presente a tribunal e o juiz de instrução criminal decidiu que iria ficar em liberdade durante a fase de inquérito, mas impedido de contactar com menores.

Ao suspeito “foi determinada como medida de coação a proibição de contactar a vítima e de estar em espaços ou em atividades que envolvam menores de 16 anos”, pelo “risco de atividade continuada na escola de dança”, que as autoridades estão a investigar, disse à agência Lusa uma fonte da PJ.

Os factos remontam a agosto de 2017, “aproveitando o agressor a proximidade com a vítima, à data com 13 anos de idade, e a ascendência sobre a mesma, dado ser o responsável de grupo de dança de que aquela fazia parte”, explica a PJ em comunicado.

Acrescenta que “tais acontecimentos experienciados pela vítima, resultaram na necessidade de acompanhamento psiquiátrico e psicológico e na perda de ano escolar”.

- Publicidade -

O homem não tem antecedentes criminais.

Comunicado da PJ

- Publicidade -

1 comentário

  1. A prisão preventiva também é usada para proteger os agressores.

    Esta menina não é minha filha

    Porque se fosse, providenciaria para que o gajo não tivesse mais tusa.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo