in ,

Homem que matou genro a tiro morreu de cancro

Condenado a 19 anos de prisão por matar o namorado da filha e mais cinco anos e meio por violência doméstica, Herculano Maria Duarte, de Casais, Tomar, morreu no IPO – Instituto Português de Oncologia em Lisboa.

O velório decorre na casa mortuária dos Casais de onde sai o corpo nesta quarta feira, dia 15, pelas 15.30 horas para a igreja da aldeia onde é celebrada missa de corpo presente, seguindo depois para o cemitério ao lado.

Em 2018, Herculano Duarte, 71 anos, foi condenado a 19 anos de prisão pelo crime de homicídio (matou o namorado da filha com um tiro) e mais cinco anos e meio de prisão por violência doméstica sobre a sua mulher, crimes que ocorreram em 2016 na casa onde a família vivia no Pintado, Casais, Tomar.

Foi a 21 de dezembro de 2014 que, após uma discussão familiar, o homicida foi buscar uma arma e começou a disparar para dentro de casa onde estavam a sua mulher, os dois filhos e o genro, este último alvejado com um tiro na cabeça.

Nas buscas realizadas pela PJ a um anexo da casa foram encontradas várias armas.

Escrita por Redação

Comentários

Responder
  1. Lamentavelmente este e outros órgãos de informação prestam-se a colaborar no descrédito de algumas pessoas .mesmo após a sua morte !
    Desrespeitando assim a dor da sua família .

    Errou ?
    Sim !
    Pergunto : Quem não errou ?

    Estive pessoalmente na prisão com o Herculano e sei o quanto sofreu pelo acto tresloucado que cometeu.
    Quais foram as verdadeiras razões que no levaram a cometer tal acto ?

    Será verdade que praticou todos os actos de que é acusado ?
    Ao que julgo saber NÃO !

    Muitas vezes a justiça deste país é cega e vê da forma que é manipulada e é mais fácil manipulá-la quando se está em liberdade !
    O Herculano para os que o conheciam, era amigo do seu amigo e estava sempre pronto a ajudar ao contrário dos que muitas vezes o acusaram ou talvez por interesses vis o CALUNIARAM !

    Morreu o homem, que durante anos trabalhou arduamente para sustentar a família quer em Portugal ; quer no Estrangeiro !

    Morreu o homem, do qual a sua sogra Srª Dª Henriqueta dizia chorando ( o meu Herculano é um Santo ! Vem aqui ver-me todos os dias ; mas a minha filha desprezou-me |. Não me vem visitar . Tanto que eu trabalhei para a criar !
    Mais tarde sim,a Dª Henriqueta veio viver na casa do genro e da filha , onde a tragédia se deu estando aí acompanhada também pelo Herculano até que ela um dia partiu para a eternidade .

    Deixem por favor em Paz a alma daquele que partiu para sempre !
    Respeitando a sua memória e a dor da sua verdadeira família e daqueles que continuam a respeitar o amigo Herculano !

    Descansa em PAZ !

    Até um dia
    Fernando F. Braz

  2. Violou a própria filha quando ela era uma criança, cega a mulher de tanto lhe bater em cima, e ainda mata um homem… popem, esse homem do inferno nao vai sair.. paz o caralho!!! Que viva uma morto no purgatório a pagar pelo que fez, sem descanso e sem paz…

Responder a Fernando Braz Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Tomar no início do século XIX

Fábrica de papel da Matrena inaugurada há 120 anos