SociedadeDestaque

Filho que agrediu pai fica em prisão preventiva

- Publicidade -

Um homem de 30 anos suspeito de violência doméstica contra o seu pai, de 64 anos, ficou em prisão preventiva a aguardar julgamento.

O caso passou-se no dia 18 de dezembro na localidade de Fetal de Cima, freguesia de Além da Ribeira, e obrigou à intervenção da GNR de Tomar que deteve o homem em flagrante.

“Na sequência de uma denúncia a dar conta de uma situação de violência doméstica, os militares da Guarda deslocaram-se de imediato para o local, onde encetaram diligências policiais que permitiram apurar que a vítima, um homem de 64 anos, tinha sido agredido e ameaçado pelo filho e que este se mantinha nas imediações da habitação”, explica a GNR em comunicado.

Os militares acabaram por localizar o agressor e constataram que o suspeito estava em incumprimento da medida de coação de afastamento da vítima decretada pelo Tribunal Judicial de Santarém, no âmbito de outra investigação por violência doméstica.

Já na presença da Guarda, o suspeito voltou a injuriar e ameaçar a vítima, motivos que levaram à sua detenção em flagrante.

- Publicidade -

O detido tem antecedentes criminais por violência doméstica, ameaças e coação, condução sem habilitação legal e sob o efeito do álcool.

A GNR de Tomar encaminhou-o ao Tribunal Judicial de Santarém, onde lhe foi decretada a medida de coação de prisão preventiva.

Foi levado para o Estabelecimento Prisional de Caldas da Rainha.

 

No comunicado, a GNR lembra que a violência doméstica “é um crime público e denunciar é uma responsabilidade coletiva. Se precisar de ajuda ou tiver conhecimento de alguma situação de violência doméstica participe”.

As queixas podem ser feitas de várias formas:

- Publicidade -

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo