in ,

Escola dos Templários fecha por falta de água

Pela quarta vez este ano

bty

Seja por causa das obras da Várzea Grande, seja por causa de roturas, a Escola Básica dos Templários já fechou quatro vezes este ano por falta de água.

Nesta terça feira, dia 5, de manhã, mais uma vez faltou a água na escola e a direção do agrupamento decidiu encerrar o estabelecimento. Os pais dos alunos foram contactados por telefone para que fossem buscar os seus filhos e foi isso que aconteceu a partir do fim da manhã.

A falta de água tem afetado não só a escola como também algumas habitações nas redondezas.

A construção de um depósito na escola ou a instalação de uma derivação direta foram apontadas como hipóteses de soluções numa reunião entre a direção do agrupamento Templários e os SMAS.

bdr
bdr

Escrita por Redação

Comentários

Leave a Reply
  1. É mais um lamentável exemplo do estado decrépito em que se encontra grande parte da rede de distribuição de água dos SMAS. Ao longo dos anos, em vez de a irem renovando, preocuparam-se quase exclusivamente com sua sobrevivência e em manter os funcionários, mesmo os claramente excedentários.
    Tudo involuntariamente ajudado pela CDU, para cujos eleitos um serviço público, mesmo péssimo e caro, é sempre melhor que um serviço privado, mesmo bom e mais barato.
    Cadáver adiado durante décadas, os SMAS tudo escamotearam a favor dos vencimentos e outras regalias imerecidas. Até quem praticou peculato se safou sem qualquer incómodo, judicial ou outro. E houve pelo menos dois casos bem conhecidos da opinião pública nabantina.
    Agora, a situação é tão negra que não ficaria surpreendido se, dentro de algum tempo, Ourém decidisse abandonar a nova empresa Tejo Ambiente. Alegando outras conveniências, bem entendido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Comentários

0 comentários

Necrologia

Quinta do Bill prepara festa dos 25 anos de “Os Filhos da Nação”