in ,

Divergências entre Templários levam à criação de uma nova Ordem em Tomar

Foi criada no dia 6 de julho em Tomar a “Associação Ordem dos Pobres Cavaleiros do Templo de Jerusalém”, com sede no Terreiro Dom Gualdim Pais, onde se localiza a cafetaria do castelo.

A nova associação, presidida por Nascimento Costa, de Tomar, surge por divergências no seio da Grande Priorado Lusitano e Templo, do qual se demitiram vários membros.

Segundo os estatutos, a nova associação tem como objetivo “a preservação e a emulação dos ideais históricos da antiga cavalaria do Templo de Jerusalém, a preservação das suas tradições e do seu património, incluindo a instituição e a manutenção de acervos históricos, museus, bibliotecas e repositórios de trabalhos artísticos ou objetos de interesse histórico, a promoção e o patrocínio de atividades e de projetos que reforcem o espírito e a moral da humanidade de acordo com o primeiro grande princípio representado pelo mote Non Nobis, Domine, Non Nobis Sed Nomini Tuo da Gloriam, e o encorajamento e a promoção de ações humanitárias e de solidariedade em geral”.

 

Corpos Sociais | Mandato 2020-2024

Mesa da Assembleia

Presidente: Armindo Moreira Palma Jacinto; Vice-Presidente: Francisco Agostinho Maria Gomes; Secretário: João Filipe Pêraboa Rijo Abrantes

Direção / Magistério

Presidente: Nascimento Ferreira da Costa; Vice-Presidente: Marco Aurélio Correia Carreira da Cunha Constantino; Secretário: Mafalda Sofia Martins Nascimento; Tesoureiro: José Luís Patrício Rego Baptista; Vogal: Ana Maria Serrazina da Fonseca e Silva

Conselho Fiscal

Presidente: Mário Pissarra Pires; Secretário: Manuel Pires Nabais; Relator: Ângelo Manuel Cordeiro da Silva Penacho

Escrita por Redação

Comentários

Responder

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

    Loading…

    0

    Junta de freguesia esconde problema denunciado por cidadão

    Comissão da festa dos Tabuleiros está de luto