in ,

Covid-19 no liceu: todos em casa menos os assistentes operacionais

Na Escola Secundária Santa Maria do Olival (Liceu), em Tomar, estabelecimento de ensino que está fechado devido ao aumento de casos de Covid-19, vive-se um certo mal-estar devido ao facto de apenas os assistentes operacionais terem sido obrigados a permanecer na escola.

Alunos, professores e funcionários administrativos estão em casa em isolamento profilático porque as autoridades reconheceram que há o risco de transmissão em ambiente escolar. No entanto, os assistentes operacionais continuam a trabalhar normalmente na escola com receio permanente de contágio.

A única diferença é que fazem mais trabalhos no exterior enquanto se aguarda a chegada de uma equipa para fazer a desinfeção total da escola.

Neste processo, os assistentes operacionais sentem-se discriminados, como “carne para canhão”.

O “liceu” está fechado desde 16 e até 29 de novembro, funcionando com aulas online, devido ao alastramento da pandemia.

Covid-19: Liceu fecha duas semanas

 

Escrita por Redação

Comentários

Responder
  1. A População não conhece a dimensão real da pandemia em Tomar.
    A timidez, ou talvez a mera tática politica partidária, com que o assunto tem sido tratado pela Proteção Civil, deixa-nos muito preocupados.
    Com razão.
    Se a pandemia entre nós tem a amplitude correspondente às informações que circulam, nomeadamente em relação aos Flecheiros (daquele ao lado do quartel da GNR, chegam informações alarmantes), a situação é verdadeiramente preocupante.
    Serra, São Pedro, Sabacheira, Pedreira, Tomar, …
    Na ausência de informação, a população continua a viver, com alguma precaução, mas sem a muita precaução que deveria existir.
    Porque reina o silêncio, para lá de entrevistas também de promoção da presidente da camara?
    Que é feito da Proteção Civil?

  2. A População não conhece a dimensão real da pandemia em Tomar.
    A timidez, ou talvez a mera tática politica partidária, com que o assunto tem sido tratado pela Proteção Civil, deixa-nos muito preocupados.
    Com razão.
    Se a pandemia entre nós tem a amplitude correspondente às informações que circulam, nomeadamente em relação aos Flecheiros (daquele ao lado do quartel da GNR, chegam informações alarmantes), a situação é verdadeiramente preocupante.
    Serra, São Pedro, Sabacheira, Pedreira, Tomar, …
    Na ausência de informação, a população continua a viver, com alguma precaução, mas sem a muita precaução que deveria existir.
    Porque reina o silêncio, para lá de entrevistas também de promoção da presidente da camara?
    Que é feito da Proteção Civil?

  3. Sejamos rigorosos. Alunos e professores estão em casa mas continuando o seu serviço, de ensinar e aprender, com ajuda de equipamentos que a maioria teve que comprar. Carne para canhão têm sido os professores, metidos em salas com 30 alunos. Agora, com a escola sem professores e alunos qual o risco? Pura demagogia.

    • Os assistentes operacionais querem é ir para casa fazer arrumações e receber na mesma. Daí o choradinho Kalimero. Não havia necessidade de ” ir na conversa”.

  4. Depois das barbaridades que li aqui tenho de responder trabalho na escola. Primeiro os docentes estão a trabalhar a partir de casa e alguns foram testados…outros infelizmente estão mesmo doentes…Alunos uns por prevenção outros estão afectados e outros isolamento profilático . Em relação aos assistentes administrativos e assistente operacionais perante este cenário não seria normal serem testado…lembrem se disto quem limpa as sala quem dá instruções aos alunos e docentes não correm riscos ninguém quer ir para casa…todos temos família se a escola foi fechada era normal testar quem está lá dentro até para que possa reabrir em segurança… Agora para bem ou para mal estamos lá e não somos burros nem inferiores a ninguém.

  5. Depois das barbaridades que li aqui tenho de responder trabalho na escola. Primeiro os docentes estão a trabalhar a partir de casa e alguns foram testados…outros infelizmente estão mesmo doentes…Alunos uns por prevenção outros estão afectados e outros isolamento profilático . Em relação aos assistentes administrativos e assistente operacionais perante este cenário não seria normal serem testado…lembrem se disto quem limpa as sala quem dá instruções aos alunos e docentes não correm riscos ninguém quer ir para casa…todos temos família se a escola foi fechada era normal testar quem está lá dentro até para que possa reabrir em segurança… Agora para bem ou para mal estamos lá e não somos burros nem inferiores a ninguém.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Escuteiros promovem colóquio online

E quando estacionam um carro a trancar a sua porta?