in ,

Covid-19: Liceu fecha duas semanas

A Escola Secundária Santa Maria do Olival (Liceu), em Tomar, vai fechar de 16 a 29 de novembro, passando os alunos a ter aulas online.

O número de casos de Covid-19 neste estabelecimento de ensino tem vindo a aumentar e já são sete as turmas em isolamento profilático. Como há o risco de transmissão em ambiente escolar, foi decidido suspender as aulas presenciais para os mais de 700 alunos.

Depois do dia 29, as autoridades de saúde vão fazer uma avaliação da situação e decidir se o confinamento se prolonga ou se há regresso às aulas presenciais.

Neste domingo, os alunos, professores, funcionários e encarregados de educação estão a receber mensagens com estas informações.

 

Comunicado do Agrupamento de Escolas 

 

Escrita por Redação

Comentários

Responder
  1. Continuamos sem entender porque não há avisos serios à população acerca da real dimensão da pandemia, no Concelho e na Cidade.
    Ou uma entrevista da presidente da camara, na qual o assunto é ventilado, é um aviso serio?
    Preferem as autoridades a continuação de comportamentos ligeiros, como se a pandemia entre nós fosse ligeira.
    Não é, infelizmente. Já é grave.
    Veja-se a esse proposito o grafico publicado hoje no mediotejo.net.
    Não são necessarios comentarios, reina pouca consciência (ou medo? de quê?) nas autoridades, ao guardarem tão prudente silêncio.
    Não creio que seja para sentirem o falso orgulho de etrem um concelho fora da lista dos “maus”.
    QUE É FEITO DA PROTEÇÃO CIVIL DO, E NO, CONCELHO?

  2. Mas porque insistem, nomeadamente os jornalistas locais, em chamar “liceu” a uma Escola Secundária que se designa por Santa Maria do Olival? Sinal do (agora saloio) elitismo local ou resíduo dos velhos tiques aristocráticos tomarenses?

  3. Toda a gente lhe chama Liceu, sobretudo a juventude e pais, o que é que tem? É o nome popular. O Nuno Álvares, do mesmo agrupamento, não é chamado o Colégio, mesmo já não o sendo?

  4. É para vincar que a velha casta nabantina continua firme na sua recusa da modernidade. E os jornalistas seguem o movimento, porque querem estar in e não out.

  5. Elitismo dos tomarenses “super bem”, esta de chamar LICEU a uma determinada Escola Secundária ( há mais de 40 anos). Eu chamo-lhe parolice.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

U. Tomar goleia Riachense (c/ fotos)

Homem interrompe missa na igreja do Entroncamento (c/ vídeo)