SociedadeDestaque

Continua a polémica à volta do carnaval em Santarém

- Publicidade -

Mascarar crianças de ciganos, africanos ou chineses num desfile de carnaval pode ser considerado racista e discriminatório?

O debate continua em Santarém mais de um mês depois do carnaval, com o Diário de Notícias a dedicar uma página à polémica, através da jornalista Fernanda Câncio.

A câmara explica que o tema do carnaval seria a “interculturalidade” e por isso algumas escolas decidiram mascarar os alunos de “africanos”, “ciganos” e “chineses”.

Uma mãe insurgiu-se contra a ideia e apresentou queixa à Comissão contra a Discriminação.

A coordenadora do Observatório contra o Racismo considera que houve “insensibilidade e ignorância” na escolha do tema.

- Publicidade -

O presidente da Câmara, Ricardo Gonçalves (PSD), classifica a polémica como “um perfeito disparate”, opinião que é reforçada pelo vereador com o pelouro da Educação, João Leite, que em reunião de câmara apontou baterias contra a mãe que levantou o problema.

O DN recolheu várias opiniões sobre a polémica, conforme se pode ler aqui:

Carnaval “intercultural” de Santarém mascara crianças de “cigano” e “africano”. “Obviamente racista”, diz Teresa Beleza

sant 67890
Recorte do Diário de Notícias (21-03-2023)


- Publicidade -

3 comentários

  1. é a moda do racismo…..quando os ciganos roubam e matam não há problema…aos poucos a liberdade de expressão perde significado…já agora e quandos os pretos falam dos brancos por exmplo, será o quê?

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo