SociedadeDestaque

António Guerreiro mantém-se como Diretor do Departamento de Obras Municipais

- Publicidade -

O atual Diretor do Departamento de Obras Municipais na câmara de Tomar, António Guerreiro, venceu o “procedimento concursal aberto para o Cargo de Diretor do Departamento de Obras Municipais – Cargo de direção intermédia de 1.º grau”, aberto em setembro de 2022.

Segundo o despacho publicado em Diário da República, António Guerreiro “detém o perfil adequado para prosseguir as atribuições e objetivos da respetiva unidade orgânica”. No entender do Júri, “é o candidato que reúne as melhores condições para o exercício do cargo”.

A comissão de serviço tem a duração de três anos.

No site da câmara não está publicada a lista de candidatos, nem a respetiva classificação, problema que se repete noutros concursos.

 

- Publicidade -

Nota curricular

Nome: António Jacinto Branco Moreira Guerreiro

Formação Académica: 1988 – Licenciatura em Engenharia Civil pelo Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa.

Experiência profissional: 1988-1994 – Engenheiro Civil (Projetista), na empresa COBA – Consultores de Engenharia e Ambiente; 1991-1994 – Técnico Superior (Engenheiro Civil), no Ministério da Justiça; 1995-1999 – Técnico Superior (Engenheiro Civil), no Gabinete de Apoio Técnico de Tomar; 1999-2000 – Técnico Superior de 1.ª Classe (Engenheiro Civil), no Departamento de Obras do Município de Tomar; 2000-2010 – Chefe de Divisão, da Divisão de Obras de Construção Civil, no Município de Tomar; 2011-2013 – Chefe de Divisão, da Divisão de Obras de Construção Civil e Infraestruturas Elétricas, no Município de Tomar; 2014-2022 – Diretor de Departamento, do Departamento de Obras Municipais, no Município de Tomar.

Formação Profissional: Iluminação em Monumentos e Zonas Históricas; Model Thinking; Pre-Calculus; Critical Thinking in Global Challenges; Organizational Analysis; Sensibilização sobre o Álcool; Maps and Geospatial Revolution; Código dos Contratos Públicos; RGP; Caracterização do Património Edificado: Conhecer para Intervir; Prevenção e Controlo de Legionella nos Sistemas de Águas; Pedidos de Reequilíbrio Financeiro dos Contratos.

 

- Publicidade -

3 comentários

  1. Portanto, é a este senhor que temos de agradecer a destruição urbanística a que temos assistido na cidade de Tomar? Se é a pessoa com a maior competência para o cargo, imagino os restantes concorrentes (se é que os houve).

    1. Os projetos não são de sua autoria. Ele apenas supervisiona a sua execução.
      A ” madrasta” e os seus súbditos é a responsável pela merda junto da biblioteca e outras.

  2. Sem duvida que só supervisiona, mas como engenheiro sabe ler um projeto, quando os recebe não superviona o assunto? se sim como se explicam tantas cagadelas feitas que depois têem de ser modificadas e não apontadas antes de começar a obra? porque assim não havia derrapagens e não havia mão por baixo da mesa, nem futuros empregos 2025 é já ali, e temos que precaver o futuro.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo