SociedadeDestaque

Antigo padre preso por violação durante exorcismo

Em 2018, o antigo padre Humberto Gama foi acusado pelo Ministério Público de Tomar por suspeitas de ter violado uma mulher de 61 anos, que havia recorrido aos seus serviços em Fátima. O polémico exorcista pediu a abertura de instrução do processo e o caso não chegou a julgamento, apesar de o tribunal considerar que se mantinha “o perigo de continuação da atividade criminosa” sobre a mesma vítima e de perturbação da investigação. Por isso foi proibido de se deslocar a Montemor-o-Velho, onde a vítima de 55 anos reside, ou de a tentar contactar por qualquer meio. Mesmo assim passou duas noites nos calabouços da PJ de Leiria.

O caso é repescado nesta altura porque esta semana, aquilo que se temia, a repetição do comportamento abusivo, terá acontecido.

O antigo padre, agora com 82 anos, foi detido no dia 24 em Murça, distrito de Vila Real, por suspeitas de violar uma mulher de 47 anos. Foi presente a tribunal e ficou em prisão preventiva, adiantou à Lusa fonte da Polícia Judiciária.

Segundo a mesma fonte, a violação terá acontecido a 21 de dezembro em Murça durante a realização de uma sessão de exorcismo, numa habitação onde o “padre” dá consultas.

A vítima, que vive em Trás-os-Montes, procurou o antigo padre por estar numa situação de vulnerabilidade psicológica, relata o JN. Após ter sido aconselhada por um casal amigo, decidiu marcar uma consulta com o “padre”.

Segundo o JN, Humberto Gama propôs à vítima hipnotizá-la para a “curar” do seu mal. A mulher aceitou, mas quando estava num estado de semiconsciência, o padre agarrou-a e violou-a. A vítima ainda tentou debater-se mas o estado hipnótico impediu-a de se defender para afastar o agressor.

Após a sessão, saiu da habitação e foi apresentar queixa contra Gama. Foi sujeita a exames forenses, cujos resultados, conhecidos esta quinta feira, comprovaram as acusações da mulher.

O “padre” foi detido esta sexta feira de manhã, na mesma habitação onde ocorreu a violação e onde estavam dezenas de pessoas à espera de uma “consulta”, relata o JN.

Depois de ser ouvido no Tribunal de Vila Real, foi-lhe decretada a prisão preventiva.

Em agosto de 2018:

Fátima: ex-padre detido por violação durante sessão de exorcismo

 

Diocese de Leiria-Fátima repudia “pseudo-exorcismo” do ex-padre Gama

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Adblock Detectado

Por favor, considere apoiar o nosso site desligando o seu ad blocker.