in

Alviobeira: Círio do Espírito Santo no feriado de 10 de Junho

Manda a tradição e a tradição já vem de 1863, que 51 dias após a Páscoa na Segunda Feira de Espírito Santo o povo da paróquia de Alviobeira  rume a Dornes com a sua bandeira do Divino, inserido na Festa do Espírito Santo. No dia antes, domingo é o domingo de Pentecostes uma das celebrações mais importantes do calendário cristão que, comemora a descida do Espírito Santo sobre os apóstolos de Jesus Cristo, sua mãe Maria e outros seguidores.

O Pentecostes é celebrado 50 dias depois do domingo de Páscoa, e ocorre no sétimo dia depois da celebração da Ascensão de Jesus. Isto porque ele ficou quarenta dias, após Sua ressurreição, dando os últimos ensinamentos a seus discípulos. Se somados os três dias em que ficou na sepultura, são quarenta e três dias. E para os cinquenta dias que se completam da Páscoa até o último dia da grande festa de Pentecostes, sobram sete dias. Foram estes os dias em que os discípulos permaneceram no cenáculo até a descida do Espírito Santo no dia de Pentecostes.

Voltando a Alviobeira, este ano a “ida com o círio” ou com a “Bandeira” calha no dia de Portugal, dia 10 de Junho e quem leva a bandeira –  Manuel Alves do Chão das Eiras, o Pedro Rodrigues de Alviobeira, o Rui Nunes e seu irmão o Luís e ainda andam eles a fazer o peditório, com a opa como manda a tradição, e a bandeira de Nª Srª do Pranto.

Este ano vai haver uma “bênção de capacetes” inserido neste dia em Dornes,  dos amigos das motas da Torre e vêm da Guarda 30 amantes das duas rodas. Registe-se que, em 2013, inserido nos 150 anos da peregrinação de Alviobeira a Dornes, fez-se uma recriação histórica/etnográfica, levada a efeito pelo Rancho de Alviobeira que teve honras da RTP.

                                                António Freitas

 

Escrita por António Freitas

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Comentários

0 comentários

Tarde de Fados no Lodge

O vidrão e o cão