PolíticaDestaque

Volt garante estar pronto para eleger em Santarém

- Publicidade -

No dia 20 de janeiro, na Biblioteca Municipal de Tomar, decorreu a apresentação oficial da candidatura do Volt Portugal e as principais medidas, em temas como a Saúde, Educação, Transportes e Habitação, que o partido promete defender na Assembleia da República para o distrito de Santarém.

O cabeça-de-lista pelo Volt Portugal, Daniel Nobre, 30 anos, trabalha há 10 anos em gestão e liderança de equipas e desde cedo lutou por causas, como os Direitos Humanos, tendo colaborado com a Amnistia Internacional.

Daniel Nobre referiu a qualidade dos profissionais da educação em Portugal, sendo necessária a valorização dos professores, através de melhores salários e defendendo a reposição integral do tempo de serviço de forma faseada, sendo necessária a redução da carga de trabalho administrativo.

No Ensino Superior, o Volt pretende a criação de uma Universidade no distrito de Santarém, de forma que os jovens não tenham de sair do distrito para continuarem a sua formação académica.

Para a Saúde o Volt propõe o reforço dos meios e a modernização das Unidades de Saúde Familiar de forma a reduzir a pressão sobre as urgências e evitar que estas encerrem a cada fim-de-semana. Bem como, permitir a prescrição de medicamentos para doentes crónicos em farmácias, será uma das medidas que facilitará a vida de utentes e médicos.

- Publicidade -

Nos transportes, o candidato afirma que, “não podem existir no distrito concelhos sem opção de transportes públicos”, o Volt pretende a melhoria das estações ferroviárias de Santarém e Entroncamento, defende a conexão da Linha do Norte com a Linha do Oeste, que ligará Tomar, Ourém, Santarém e Leiria. Assim como, sugere um traçado alternativo para o TGV, que permita a conexão com a Linha da Beira-Baixa.

No evento discursou ainda o Mandatário da candidatura, Ricardo Martins Antunes, com formação na área da Arquitetura, que apresentou as propostas do Volt para a Habitação no distrito. Defendendo a necessidade do aumento da oferta de habitação pública através de parcerias público/cooperativas para habitação social e de arrendamento acessível e, para o interior, a regulamentação da autoconstrução ecológica, à semelhança das melhores práticas dos países mais desenvolvidos da Europa.

Estiveram presentes ainda os co-presidentes do partido, Ana Carvalho e Duarte Costa, e os cabeças-de-lista por outros distritos, como a candidata nacional do Volt, Inês Bravo Figueiredo.

Esta candidatura tem apostado na proximidade com associações, movimentos e instituições, e em ouvir os cidadãos, pelo que estas atividades estão a ser divulgadas nas redes sociais da distrital do partido.

O Volt garante ser “a alternativa ao bipartidarismo e aos extremismos, com propostas reais e possíveis para resolver os problemas do distrito”.

volt jornal 1
O cabeça-de-lista pelo Volt Portugal em Santarém, Daniel Nobre

- Publicidade -

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo