PolíticaDestaque

Grão-mestre apela a que todos os maçons se assumam

- Publicidade -

É notória a crescente influência da maçonaria em instituições como a câmara de Tomar e o Instituto Politécnico, entre outras.

Com três lojas maçónicas a funcionar em Tomar, serão cerca de 100 os elementos ligados à maçonaria no nosso concelho, ocupando normalmente lugares de topo e com grande poder de influência.

Numa entrevista concedida ao Diário de Notícias, o grão-mestre cessante do Grande Oriente Lusitano (GOL), Fernando Lima Valada, defende que “todos os maçons se devem assumir como maçons”. “Faço um apelo aos meus irmãos para que se assumam”, disse.

Não tem sido essa a prática. Sabe-se que figuras como o deputado Hugo Costa ou o vice-presidente da câmara de Tomar, Hugo Cristóvão, pertencem ao GOL, onde entraram pela mão do ex-chefe de gabinete e ex-companheiro da presidente Anabela Freitas, Luís Ferreira.

As influências e os interesses que estão por trás deste tipo de organizações, e as eventuais ligações perigosas que daí podem surgir suscitam a natural desconfiança dos cidadãos.

- Publicidade -

Por isso, não só é pertinente o apelo daquele líder maçónico, como se torna cada vez mais necessária uma maior transparência na gestão do município  e de outras instituições de Tomar.

macons

- Publicidade -

5 comentários

  1. E os da Opus Dei, infiltrados na grande comunicação social, quando não seus fundadores e diretores, mandantes na alta finança e em centros de doutrinação ideológica como certas universidades, esses vão ” mexendo os cordelinhos” com cada vez mais facilidade. Coitados dos maçons e dos seus fracos poderes, hoje.

  2. É lamentável que se continue a alimentar este tipo de preconceitos e de insinuações: “As influências e os interesses que estão por trás deste tipo de organizações, e as eventuais ligações perigosas que daí podem surgir…”. É desconhecimento puro e falta de vontade em se informar. Não admira que face ao preconceito ainda reinante na sociedade, e aqui demonstrado, os maçons se sintam coibidos de se afirmar enquanto tal.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo