PolíticaDestaque

Bloco de Esquerda desafia outros partidos a retirarem outdoors

- Publicidade -

O Bloco de Esquerda de Tomar retirou os cartazes que tinha espalhados pelas ruas de Tomar por onde passa o cortejo dos Tabuleiros e desafiou o partido Chega a retirar o polémico outdoor colocado há poucos dias na praceta Alves Redol.

O assunto foi abordado na sessão da Assembleia Municipal realizada nesta sexta feira, dia 30.

O repto para que todos os partidos retirassem os cartazes nos pontos principais onde vai passar o cortejo, foi lançado pelo deputado Paulo Mendes (BE).

Da parte do PSD foi confirmada na assembleia a retirada do cartaz junto à rotunda da praceta Raul Lopes, no entanto na mesma noite o cartaz ainda permanecia no local.

Miguel Rodrigues (PSD) garantiu que a câmara tinha enquadramento legal para retirar o cartaz do Chega uma vez que está colocado na área do centro histórico.

- Publicidade -

O vice-presidente da câmara, Hugo Cristóvão (PS), argumentou que o cartaz “está no limiar da legalidade” e remeteu a responsabilidade para o Chega.

Em resposta, o deputado do Chega, Américo Costa, afirmou que o cartaz, “está legal, está dentro da lei”, lembrando que este é o primeiro outdoor do seu partido. “Estão com medo do Chega?”, questionou.

Cartaz do Chega em Tomar gera acesa polémica

- Publicidade -

3 comentários

  1. Anda por aí muito esquerdista com uma comichão dos diabos!!!
    Acalmem-se, tomem um anti-histamínico que essa comichão deverá passar

  2. BRILHANTE

    Muito inteligente e revelando uma criatividade e um sentido de oportunidade política muito acima da média.
    Por esta jogada de jogo político o CHEGA está mesmo de parabéns. E esta criatividade, este sentido de oportunidade só indicia que este partido tem muito mais condições para assumir responsabilidades políticas do que os zombies que se arvoram do arco da dita governação.
    Mas quero dizer – e que fique bem claro – que estou longe de apoiar os valores ou a “mensagem” que se detecta naquele outdoor. Refiro-me à prática bárbara das touradas e ao evento turístico da festa dos tabuleiros.
    É bom de ver que o CHEGA apoia e põe-se em todas as fotografias que dêem votos. É esse o seu “metier”, e não propriamente defender valores.
    Só que, é exactamente esse o propósito de tudo quanto são “entidades” que se mostram na festa, desde a igreja ao senhor das selfies de Belém, passando obviamente pela tão (mas tão mesmo) dedicada presidenta, que sendo uma anticlericalista militante não tem um pingo de vergonha em passear-se descaradamente no topo de um desfile supostamente religioso.
    Quanto às touradas, essa prática cruel e antiga, é bom de ver que a sua “defesa”, embrulhada em defesa das tradições, ainda vai dando votos. Por isso, do Bloco de esquerda, passando pelo PC, até à própria Iniciativa Liberal, exceptuando obviamente o PAN, todos ensaiam acrobáticos jogos de cintura para ficarem bem com Deus e com o Diabo.
    Num evento, todo ele armado e aproveitado para o Show off, é com muita satisfação que vemos um partido jovem que, dentro da mais absoluta legalidade em termos de comunicação social e política, “passa a perna” a todos, (mas a todos mesmo) os partidecos que se acham donos do poder, do espaço público e da moral democrática.
    E o que se se vê agora é que todos se conjugam, usando práticas totalitárias de supressão da liberdade de informação e comunicação, práticas fascistas, assuma-se, para combater um partido que, praticando a liberdade de informação, tentam apelidar de fascista.
    Fazem lembrar o Putin, que arrasa um país, mata crianças e velhos, tortura e viola, tudo isto, segundo diz, para combater os fascistas.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo