in ,

Assembleia Municipal de Tomar reúne na biblioteca

assembleia municipal Am IMG 5836 scaled 1

A Assembleia Municipal de Tomar, órgão fiscalizador da atividade da câmara, vai reunir nesta quarta feira, dia 30, na biblioteca municipal, a partir das 16 horas.

Da ordem de trabalhos constam os seguintes assuntos:

– Transmissão de propriedade dos terrenos onde se encontra implantada a unidade de Tomar do Centro Hospitalar do Médio Tejo

– Proposta de Regulamento do Espaço Juvenil “A Garagem

– Segunda Revisão às Grandes Opções do Plano e Orçamento do Município de Tomar, para o ano de 2021

– Relatório de Atividades e Contas dos SMAS de Tomar, referente ao ano 2020

– Relatório de Gestão e Prestação de Contas do Município de Tomar referente ao ano de 2020

– Consolidação de contas do exercício de 2020

– Alteração por adaptação ao Plano Diretor Municipal de Tomar – incorporação das normas do Plano de Ordenamento da Albufeira de Castelo do Bode (PEOT — POACB) – início de procedimento

– Relatório de Execução Orçamental da RSTJ – Gestão e Tratamento de Resíduos, E.I, M., S.A.,

– Informação económico-financeira da Tejo Ambiente, Empresa Intermunicipal de Ambiente do Médio Tejo, EIM, SA., referente ao ano 2021

– Avaliação da atual situação da empresa Tejo Ambiente

– Apreciação da Informação Escrita a apresentar pela Presidente da Câmara Municipal de Tomar

– Outros Assuntos de Interesse para a Autarquia

A sessão é aberta ao público, mas só podem entrar 11 cidadãos.

Escrita por Redação

Blog informativo Tomar na Rede. Notícias sobre Tomar e região envolvente. Informação local e regional.

Comentários

Responder
  1. Espero que estes documentos se tornem públicos, pois são importantíssimos para comprovar a gestão ruinosa do Concelho, isto se os deputados municipais da oposição não estejam a dormir….

  2. Que tristeza… o único deputado municipal que questionou a medo sobre a Tejo Ambiente foi o da CDU!!
    Já agora façam um serviço público e publiquem o dito relatório da tejo Ambiente de 21 de Maio.

  3. E os 800 mil euros sempre vão ser transferidos da camara para a tejo ambiente, sem autorização especifica da Assembleia, ao contrario do que estava decidido.
    É dinheiro nosso, de quem paga impostos, para cobrir prejuizos que resultam diretamente da incompetencia e da incapacidade de quem deciciu criar, e criou, a tejo ambiente.
    Responsaveis? Não há, como é infelizmente habito, em especial em Tomar.
    Não há responsaveis mas houve habilidosos com arte para mexer nas contas da camara, de modo a “sobrarem” com outro titulo os 800 mil euros, para serem transferidos.
    Agora, sobra a curiosidade para ver como a “nossa” comunicação social vai tratar o assunto.
    É tao facil administrar com o dinheiro dos outros….

  4. Os meios de comunicação não vão dizer NADA porque dependem das benesses da CMT!!
    Os imbecis dos deputados municipais é que deviam publicar o seguinte:
    1- vencimento da presidente da Tejo Ambiente
    2- Relatório de 21 de maio da tejo Ambiente ” discutido ” na assembleia municipal
    3- Saber como é que a tejo Ambiente tem a ousadia de fazer a Autoridade tributária COBRAR as dívidas de Água? Os munícipes vão ver os seus bens penhorados por não pagar a água? Não bastava cortar o fornecimento?
    4- Diz que quer instalar contadores com contagem por telemetria. Sabe quanto custam estes contadores? E diz que a CMT está disposta a pagar os mesmos, porquê??

    Enfim aceito apostas que este ano o prejuízo vai ainda ser maior do que em 2020 e como a lei diz a tejo Ambiente devia ser dissolvida , mas vai continuar!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0
podas 4647917 943203680750074122 n

Limpeza de árvores ou poda radical?

rui olalhas 8 8230691873567931069 n

Rui Lopes candidata-se pelo PSD à junta de Olalhas