in ,

“A ação dos vírus é maioritariamente benéfica para nós”

António Horta-Marques, médico em Tomar, escreve sobre os vírus Corona

António Horta-Marques*

Os vírus Corona

 

Primeiro que tudo, temos que compreender que o vírus Corona não é um bicho, nem uma célula, sequer.
É puro material de ADN.

Os vírus da família Corona têm acção muito semelhante a muitos outros vírus, nomeadamente os causadores de infecções respiratórias como os outros Vírus Gripais ou Influenza.

Este, e outros vírus, surgem mais activos sazonalmente.
Evidentemente não são novos no planeta nem nos humanos.
Já cá andarão há milhões de anos.

Como não são bichinhos, nem células, não há medicamentos que os destruam.
O nosso Sistema Imunitário contacta com eles, provoca febre e expulsa a maioria deles pela pele, fezes e urina.
E guarda alguns, confinados no nosso Sistema Nervoso, para memória futura.

Entretanto, enquanto confinados, eles vão produzindo alterações na nossa cadeia de ADN, o nosso genoma, a genética.
Essas alterações são benéficas para que se ganhe imunidade e para que a nossa raça vá evoluindo, passando essa informação de geração em geração.

Se não fossem os vírus e a sua acção, o homem ainda grunhiria e andaria de 4 patas no chão.

Quer tudo isto dizer que, apesar de se verificarem algumas mortes no percurso, a acção dos vírus é maioritariamente benéfica para nós.

As mortes que possam ocorrer nunca serão causadas pelo próprio vírus mas sim, pelas doenças que o nosso corpo possa ter e que, mais dia, menos dia, irão determinar o desligar do nosso corpo.

Infelizmente criou-se um pânico absurdo por desconhecimento e por informação perniciosa.
Essa sim, é que mata e matará, porque o Mundo irá dar uma volta brutal e desnecessária quando a recessão económica chegar e entrar, avassaladoramente, nas nossas vidas.

A falta de emprego para todos, o enfraquecimento social e das caixas de previdência e da própria Segurança Social e, até dos Estados e Nações, vão provocar uma onda de choque global que determinará a morte de muitos milhões, por fome, doenças, deficiente resposta dos serviços de saúde, suicídio e crime.

Quanto à vacina, esta não será a solução ideal porque será composta por Vírus Corona adormecidos e que irão acordar dentro dos nossos corpos de modo a produzirem uma infecção a que o Sistema Imunitário responda, de modo a ganhar resistências e capacidade de rápida resposta futura.

Muitos cientistas são de opinião que algumas vacinas não são benéficas.
Mas, uma vacina para que se considere boa e protectora, necessita muitos anos de estudo e de ensaios clínicos.
Nunca se poderá, nem deverá, confiar numa qualquer vacina que surja muito rapidamente pois não haverá garantia de apenas ter efeitos secundários mínimos aceitáveis.

No entanto, a melhor vacina, será sempre um contacto directo com o vírus, se formos minimamente saudáveis ou não tivermos doenças demasiado graves, para que o nosso corpo consiga ganhar defesas por um período de 30 a 40 anos, tal como acontece com os outros vírus de famílias semelhantes.
Chama-se auto-vacina natural.

Mas existem os chamados grupos de risco onde, por vezes, se englobam, exageradamente, doentes com patologias em fases evolutivas nada de risco.
Serão esses os que poderão sofrer um pouco com a entrada de uma nova infecção, seja causado por um vírus, por uma bactéria, por um qualquer agente patogénico ou, pelo agravamento de condições de vida sanitária ou social.

O nosso corpo já possui, em confinamento e, como memória, milhões de vírus e bactérias que ajudam o nosso Sistema Imunitário a responder com rapidez a eventuais agressões súbitas ou mais violentas.

Como, infelizmente, estas informações não são dadas correcta e atempadamente, generaliza-se o pânico como se de uma guerra nuclear se tratasse.

Para terminar peço que encarem este vírus como se fosse um outro qualquer vírus que cause problemas respiratórios, tal como os vírus da gripe causam.
Paulatinamente, o vírus Corona contactará todos os humanos do planeta.
Muito de nós até possuímos resposta imunitária adequada, sem o sabermos.

Que haja saúde e que se viva sem medos.
Essa é a verdadeira liberdade pela qual todos ansiamos.

A. Horta-Marques
04-Maio-2020

Médico em Tomar

(Texto publicado no facebook)

 

Comentários

Responder
  1. Isto devia ir directo para a ordem dos médicos e ministerio da saude..
    Não se preocupa com o fecho do atendimento permanente no centro de saúde, com fecho de urgências, cada vez mais dificuldades no acesso á saúde.. isso já não causa mortes e não é digno de opinião..

    • Acho uma falta de ética e de conhecimento científico este senhor fazer este tipo de discurso sendo medico. E vocês publicarem este tipo de opiniões extremamente perigosas para a saúde pública .

    • Concordo , acho inadequado e inadmissível um médico ter um discurso destes ..que falta de conhecimento científico que justifique tanta asneira proferida ..lamentável ..

  2. “Quanto à vacina, esta não será a solução ideal porque será composta por Vírus Corona adormecidos e que irão acordar dentro dos nossos corpos de modo a produzirem uma infecção a que o Sistema Imunitário responda, de modo a ganhar resistências e capacidade de rápida resposta futura”.

    Como é possível alguém que diz isto ter autorização para exercer medicina?

  3. A nata científica de todo o planeta a trabalhar arduamente para produzir conhecimento , para ajudar os países a arranjar soluções no combate a esta pandemia devastadora que já ceifou milhares de vidas, nomeadamente de profissionais de saúde que dão o corpo ao manifesto na linha da frente deste luta tão difícil… Depois há aqueles, que havidos de protagonismo, no conforto dos seus consultórios empoeirados,” vomitam ” conhecimento” , pondo perigosamente em causa o trabalho que quem de direito tem feito no esclarecimento e orientação da população.
    Mais um Bolsonaro!!!!!
    Não há paciência!!!!!!!!!

  4. Um médico português escreve em Maio de 2020 que o SARSCoV2 tem ADN. Que é só ADN. Puro.

    O vírus da COVID-19 é um vírus de ARN, as crianças aprendem a diferença na escolinha.
    O vírus é coronavírus, além do ARN tem uma cápsula lipídica – basta olhar para a figura nesta página.
    O que é ADN “puro” ? Aquele na cabeça dos bem nascidos de Francis Galton ?

    Tomarnarede… um pouco de tino, é pedir muito ?

  5. Li com atenção o artigo do médico e os comentários! Mas continuei na mesma! Afinal alguém pode explicar porque é que a opinião do médico não tem fundamento cientifico!!

  6. O Dr. Horta Marques nao tem conhecimento cientifico…… agora a Ana Catarina…….. essa sim é uma conhecedora cientifica. 🤣

    Como diria um brasileiro meu amigo….
    ME POUPE, SE POUPE E NOS POUPE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Correios com novo horário alargado

Câmara volta a atender cidadãos no Balcão Único