in ,

Último adeus a Mariana é nesta quarta feira

Uma pequena cerimónia antes da cremação será o último adeus a Mariana Sobral, a filha de um casal de professores de Tomar que morreu no dia 12 num acidente de mota em Lisboa.

Está marcada para esta quarta feira, dia 14, entre as 13 e as 16 horas na igreja da Encarnação, em Lisboa. Depois, a cerimónia é privada e destinada apenas à família mais próxima.

Mariana tinha 23 anos e era filha de José Sobral, professor e escritor que assina os seus livros com o pseudónimo de Alberto Riogrande, e de Cristina Silva, casal que tem outro filho, mais novo.

No facebook, o pai partilhou uma tocante mensagem de despedida e homenagem:

Mariana

Minha princesa encantada, minha bela estrela, minha estrela maior, meu amor, querida e tão amada filha

No céu que se alcança com o olhar e nas restantes galáxias, conhecidas ou imaculadas, há milhões de estrelas, mas nenhuma tem a tua luz, o teu brilho, o teu encanto irrepetível.
Queria dizer-te milhões de palavras, as conhecidas e aquelas que vão ser inventadas até ao fim dos tempos, porém, os meus olhos rasos de água por esta dor sem fim, este garrote, são uma muralha de espessura infinita.

Guardo as tuas mãos, o teu riso, os teus olhos belos e doces, o teu humor, a tua inteligência e grande cultura, a tua curiosidade insaciável, o teu imenso talento, o teu amor pela arte, pela História, pelos livros, pela Filosofia, pelas Línguas – onde eras a melhor aluna – o gosto pelas viagens, pelo desenho, pela pintura.

Guardo o amor ilimitado que tinhas por mim e pela família, guardo os teus sonhos, tantos, a tua beleza exterior e a interior, filão inesgotável, o amor pelas raízes ancestrais, por Sevilha, pelas colinas do Mondego, onde passeámos tanto de mãos dadas com o nosso príncipe João e com o Pepe – o cão que tanto protegias e amavas, apesar do mau feitio – tantas vezes a ver a estrelas no céu e a tentar descobrir qual seria a mais bela.
Tu és a estrela maior, meu amor.
A cada amanhecer vou dar-te as mãos e caminharemos juntos pela estrada que me resta, até ao poente, onde nos esperam os pássaros coloridos e as belas paisagens que pintavas para meu deleite e orgulho.

Mariana, minha estrela encantada, quando eras pequenina só adormecias com as histórias que contava. Aquela de que mais gostavas começava assim…
“Era uma vez uma jovem e bela princesa de longos cabelos louros..”.

As tuas mãos, meu amor, apertam as minhas”.

Alberto Riogrande (José Sobral)

Escrita por Redação

Comentários

Leave a Reply
  1. Dizemos sempre que não temos palavras para expressar o que sentimos nestes momentos, mas hoje ao ler a mensagem do pai para a Mariana vi que há tantas tantas palavras….

  2. Dizemos que não ha palavras para exprimir o que sentimos nestas alturas, que nada do que se diga consola…..mas este pai tem tantas e tantas palavras que apesar de ditas em sofrimento refletem todo o amor pela filha

  3. Quando li tal notícia fiquei em choque apesar de não conhecer a menina linda da foto é muito triste se perder alguém sobre tudo com a idade dela os meus sentimentos a toda a família nesse dia o Mundo ficou mais pobre sem graça pois pelas lindas palavras do Pai era uma exelente aluna e uma filha e jovem formidável
    Hoje brilha mais uma estrela no céu que Deus a proteja e lhe dê o devido descanso

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Comentários

0 comentários

Moradores do Vale da Lage vão reunir com a câmara

Necrologia