in ,

Uma árvore em frente ao portão?

Este é mais um dos erros do projeto da Várzea Grande em Tomar. Na av. Gen. Tamagnini de Abreu (atrás do tribunal), estava prevista a plantação de uma árvore em frente ao portão de acesso a um quintal. A caldeira foi feita na calçada (ver foto), mas pelo menos o empreiteiro teve o bom senso de não colocar a árvore.

Agora fica o buraco no passeio até que alguém se lembre de repor a calçada e garantir o acesso automóvel ao proprietário. Nas outras caldeiras da avenida já foram plantadas árvores.

Já tínhamos apontado outro erro de projeto que é a falta de passadeiras na rua de S. Sebastião. A câmara argumenta que não é preciso por ser uma rua estreita, mas em caso de atropelamento, de quem será a responsabilidade?

Rua de S. Sebastião sem passadeiras

Escrita por Redação

Comentários

Responder
  1. Possivelmente a garagem não está registada (por lapso ou deliberadamente, para pagar menos IMI) ou então o projetista foi incompetente. Mas tudo se resolverá com o empreiteiro, pagando-lhe os famosos “trabalhos a mais”. Sobre as passadeiras há regras a cumprir, apesar de já haver a tradição local de lombas ilegais “a caminho do céu” do tempo da gestão autárquica Paiva/ PSD.

  2. Essa situação, é em frente ao portão onde mora a minha mãe, que vai fazer 80 anos, desde o início das obras alertei para o facto de estarem a pôr uma árvore em frente ao portão. Disseram que iriam resolver o assunto. Em tempos já tinha alertado na minha página de Facebook, espero sinceramente que ponha calçada o mais breve possível. Nuno Sousa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Maus cheiros na zona industrial

Necrologia