in ,

Quando a presa é maior que o predador

O fotógrafo Luís Costa Teixeira captou recentemente uma imagem no rio Nabão, em Tomar, digna da National Geographic.

Um corvo-marinho capturou um peixe de grande dimensão, tão grande que o predador não foi capaz de o engolir.

Durante vários minutos a ave tentou engolir o peixe, mas não conseguiu, acabando por abandoná-lo já morto, vítima das sucessivas investidas.

O corvo-marinho é considerada uma espécie predadora (em adulto come cerca 750g de peixe por dia – dado corrigido).

Ficha da ave

Escrita por Redação

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Presidente da câmara troca Smart por BMW híbrido

Apelo: bicicletas roubadas em Tomar