in ,

Heidi no lixo

Na alameda Um de março em Tomar estavam na manhã deste sábado, dia 1, junto ao contentor de roupa usada, mais de uma centena de cassetes vídeo VHS, algumas da série infantil Heidi, outras de documentários da National Geographic, do património mundial, etc.

Já em junho tínhamos encontrado na rua da Cascalheira uma caixa com dezenas de cassetes de música do compositor alemão Beethoven. Desta vez são cassetes vídeo, suporte que caiu em desuso com a chegada do DVD.

Escrita por Redação

Comentários

Responder
  1. É a consequência lógica da sociedade de consumo desenfreado em que vivemos. Produção de lixo é a especialidade das sociedades ditas ricas.

  2. Mas qual é o problema? Não percebo o objectivo da notícia, é uma censura, é um aplauso? Em todo o mundo(e estou a incluir a Europa) isto se faz, quem já não quer (as pessoas morrem, sabiam?os herdeiros têm que aproveitar tudo?) põe na rua para quem quiser levar para casa. Se pusessem dentro do contentor ninguém via, não criticavam mas também ninguém podia aproveitar, isso sim, seria lixo. Eu tenho uma grande colecção de DVD’s que retirei da rua. Não gastei dinheiro e eles foram reaproveitados. Isso é reutilizar.

Responder a Tomar ah ré Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Parabéns!

Novidades do mundo dos negócios em tempos de pandemia