EconomiaDestaque

Tomar vai passar a ter Nota Oficial de Zero Euros (souvenir)

- Publicidade -

Imagine ter uma nota ilustrada alusiva ao Convento de Cristo ou à Festa dos Tabuleiros, que não serve como moeda de troca mas apenas como “souvenir”.

A ideia já foi colocada em prática noutras cidades e tudo indica que chegue a Tomar. Pelo menos na reunião de câmara do dia 31 foi aprovada uma proposta do PSD para que a autarquia adira à iniciativa ‘Nota Oficial de Zero Euros’, com a emissão de uma ou mais séries, alusivas a monumentos ou pontos de interesse de Tomar.

Conforme se explica na proposta, a Nota Oficial de Zero Euros, criada em 2015, “é uma forma de celebrar e de promover locais, monumentos ou eventos através da criação de uma série de notas autênticas com imagens alusivas aos referidos pontos de interesse, com a possibilidade de gerar um retorno financeiro que pode ser direcionado para a preservação, valorização e promoção do património”.

As ‘notas souvenir’ possuem as mesmas características de uma nota de euro verdadeira, como a marca de água, holograma, registo transparente, sistema de segurança e um número de série, tendo sido já lançadas edições alusivas a diversos monumentos, como é o Castelo de São Jorge em Lisboa, o Castelo de Guimarães, a Torre dos Clérigos no Porto, ou o centenário das aparições em Fátima.

Os proponentes realçam que a Nota Oficial de Zero Euros oferece “uma recordação original para os seus visitantes, uma nova fonte de lucros para o município e um meio de comunicação sustentável e de alta qualidade”.

- Publicidade -

O custo de produção de uma série de 5 mil destas ‘notas souvenir’ é de 4.750 euros (+IVA), e a sua comercialização, através de dispensadores automáticos ou ao balcão, pode gerar receitas na ordem dos 100%.

- Publicidade -

5 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo