in ,

Mais de 1 milhão e 700 mil euros para recuperar igreja de S. João Baptista

Apesar de não ser propriedade municipal, a igreja de S. João Baptista em Tomar, monumento nacional desde 1910, vai ser alvo de obras de recuperação através da câmara, no valor estimado de 1 milhão e 736 mil euros. E este valor refere-se apenas à 1ª fase da empreitada.

O processo de lançamento do concurso público para esta obra vai ser analisado na reunião de câmara desta segunda feira, dia 6.

Mais uma vez, a câmara está a substituir-se ao Estado na preservação do património que lhe pertence. Aconteceu com o Aqueduto dos Pegões e com a Sinagoga, monumentos que não são da câmara, mas que sofreram obras pagas pelo orçamento municipal.

Enquanto isso, património municipal que devia ser requalificado e utilizado, continua ao abandono como é o caso do Palácio Alvim, na rua Dr. Sousa, onde antes funcionou a esquadra da PSP, edifício devoluto há 11 anos.

 

 

Escrita por Redação

Comentários

Responder
  1. É um ex-libris da cidade, e a sua centralidade aliada à imponência da torre sineira faz deste monumento uma referência da identidade dos tomarense, muito para além da religião.
    Apesar de ser agnóstica, considero que tudo quanto concorra para a preservação deste monumento é bem vindo.

Responder a Erica Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Executivo camarário em reunião quinzenal

Tejo Ambiente não publica atas