in ,

Futuro da fábrica de papel do Prado continua incerto

Leilão sem propostas

Não foram apresentadas quaisquer propostas no leilão da fábrica de papel do Prado (Prado Karton – Companhia de Cartão, S.A.) realizado na tarde desta quinta feira, dia 12.

Na sala, além de alguns trabalhadores, estavam presentes alguns empresários, um dos quais espanhol, e sucateiros.

O leilão promovido pela leiloeira LeiloSeabra foi supervisionado pelo administrador de insolvência e pelo advogado representante dos trabalhadores.

Começou com o valor base de 2 milhões e 750 mil euros, mas não houve propostas. Seguiu-se o registo de ofertas acima dos 2 milhões e igualmente ninguém se pronunciou. Perante este impasse, foi anunciado que a leiloeira aceita propostas superiores a 1 milhão e 800 mil euros que devem ser feitas no seu site no prazo de 15 dias.

Recorde-se que a comissão de credores não aceitou uma proposta de 1 milhão e 800 mil euros apresentada anteriormente.

No final do leilão era notório o desalento no rosto dos trabalhadores que ainda esperam receber as indemnizações a quem têm direito.

Escrita por Redação

Comentários

Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Capas dos jornais locais e regionais

Tomar em destaque no guia turístico da revista Visão