EconomiaDestaque

Festa dos Tabuleiros: barraca de farturas “arrematada” por mais de 6 mil euros

- Publicidade -

Um dos espaços de venda ambulante mais disputado no “leilão” para a Festa dos Tabuleiros (1 a 10 de julho) foi o da barraca das farturas em frente aos Correios.

Foram três os vendedores que apresentaram propostas para o espaço de 8mx3m, sendo a maior alta de Luís Manuel Nunes Ramos no valor de 6 125 euros. A mais baixa foi de 4 125 euros.

Mas o local que registou a proposta mais alta foi a tenda do mercado e Várzea Grande como espaços de venda de bebidas e restauração. Tinha como valor base 125 mil euros e a empresa Expocertame, Lda. ofereceu 135.550 euros.

Um simples quiosque de venda de cerveja (3mx3m) também localizado na zona envolvente aos Correios, que tinha como valor base 1 500 euros foi arrematado por 3 750 euros por João Pedro Ferreira Silva.

Valor idêntico foi proposto pela empresa Noites Ajuizadas, Unipe, Lda. para um espaço de street food na mesma zona.

- Publicidade -

Uma barraca de farturas na ponte Nova foi “arrematada” por 4 150 euros por Fábio Sérgio Teixeira Dallot.

Na mesma zona um espaço para venda de bolos, doces e artesanato chegou aos 1 025 euros (Sofia Jesus Mendes Oliveira).

Em frente à Mata dos Sete Montes, local de onde parte o cortejo dos tabuleiros, um quiosque de venda de cerveja (3mx3m) atingiu os 1 513 euros (Hugo Tiago dos Santos Coelho).

Houve muitos candidatos excluídos por falta de documentos e outros que desistiram. Ficaram ainda muitos espaços de venda ambulante por preencher, estando previsto uma nova hasta pública ainda sem data marcada.

Neste primeiro “leilão”, realizado no dia 24, no salão nobre dos paços do concelho, a câmara de Tomar encaixou cerca de 183 mil euros.

 

Edital com os resultados da primeira hasta pública

- Publicidade -

5 comentários

    1. Acredito piamente no que diz. Para ter tão pouco lucro nem vale a pena pôr o avental. A parte de leão vai sempre para quem não faz nenhum, neste caso a câmara. Este país está saturado de chupistas…

  1. E que dizem de os bombeiros, o CIRE, o Sporting de Tomar, o União, os Zebras do Alvito, O C. A. L. M. A. e outras colectividades da terra se apresentarem com barraquinhas de faturas, rendas e bordados, miniaturas de tabuleiros e da roda do Mouchão, pão com chouriço, sangria, bonés de pano, Fatias de Tomar, castanhas assadas, vinhaça das parreiras locais, etc, etc, etc?
    Isso sim, os verdadeiros tomarenses mostrarem acção…

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo