EconomiaDestaque

EPAL desmente presidente da câmara de Tomar

- Publicidade -

“A Tarifa de Venda da EPAL Alta, a Lisboa, é exactamente igual à dos restantes Municípios”, garante a EPAL em resposta a um pedido de esclarecimento solicitado por “Tomar na Rede”.

A questão surge a propósito de declarações de Anabela Freitas, presidente da Câmara Municipal de Tomar no Dia do Consumidor, segundo a qual “o município de Tomar paga três vezes mais pela água à entidade que a fornece em alta do que Lisboa, cuja região é abastecida em parte pela barragem de Castelo do Bode”.

Numa nota da Direção de Comunicação, Marketing e Educação Ambiental, a EPAL informa que “a Tarifa de Venda da EPAL Alta, a Lisboa, é exactamente igual à dos restantes Municípios, ou seja 0,5559 EUR/m3, a que acresce o montante relativo à Componente Tarifária Acrescida (CTA) de 0,0811EUR”.

Acrescenta-se que “a Tarifa de Venda da EPAL, em Alta, teve um aumento de 2,7% em 2023. Este aumento foi aprovado por Despacho nº 7/SEAMB/2023. Este valor situa-se abaixo da taxa de inflação verificada em 2022 e em 2023 (até à data)”.

As declarações de Anabela Freitas, para justificar os preços altos praticados pela Tejo Ambiente, onde é vice-presidente, foram reproduzidas por vários órgãos de comunicação social e são agora desmentidas pela EPAL.

- Publicidade -

epal agua

agua

- Publicidade -

2 comentários

  1. O desvario que reina no governo em Lisboa, contaminou a presidente da câmara de Tomar.
    É a única explicação que se encontra para tamanho disparate.

  2. Lindo!
    Tomar e os Tomarenses, os verdadeiros Tomarenses, têm todos os motivos para estarem orgulhosos da sua cidade!
    Carrega Tomar, sempre na vanguarda,!…

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo