EconomiaDestaque

Base Logística da Mercadona em Almeirim vai criar 500 postos de trabalho

- Publicidade -

Está em construção, com abertura prevista para 2024, a Base Logística da Mercadona, em Almeirim, destinada a receber, armazenar e distribuir os produtos para venda ao público, na zona centro e sul do país. São 225 milhões de euros de investimento, o maior da cadeia de supermercados espanhola em Portugal.

Instalado num terreno com 440 mil m2 que a empresa adquiriu — tem uma área de construção total de cerca de 120 mil m2, contando com um armazém de frio de 47 mil m2, um armazém de secos com 50 mil m2 e edifícios para serviços gerais e escritórios –, o bloco logístico é o “investimento mais relevante” da cadeia de supermercados espanhola em Portugal, segundo Carlos Lopes, diretor de logística da Mercadona, em comunicado.

Com 39 lojas nos distritos do Porto, Braga, Aveiro, Viana do Castelo, Setúbal, Santarém, Viseu, Leiria e Lisboa, a cadeia já investiu 84,5 milhões de euros no bloco logístico da Póvoa de Varzim, o primeiro a ser construído, dando apoio à expansão de rede de lojas a Norte. Atualmente com uma área de 100 mil m2, o bloco emprega mais de 350 colaboradores.

Este ano, a cadeia planeia abrir mais dez supermercados, elevando para 49 o número de lojas em Portugal que terão o apoio logístico do bloco de Almeirim.

Atualmente, no bloco já participam mais de 25 fornecedores portugueses que empregam mais de 180 pessoas durante a fase de construção, muitos deles do distrito de Santarém, refere a companhia. Até ao final de 2024, data em que é apontada a sua entrada em funcionamento, vai criar 500 novos postos de trabalho.

- Publicidade -

“É muito importante apostar no interior do país, e o Ribatejo, especialmente Almeirim, tem uma localização muito importante em termos logísticos e a logística é a espinha dorsal no funcionamento da economia. Os blocos logísticos têm um papel muito importante e a Mercadona faz aqui um investimento de 225 milhões de euros, expandiu-se de forma apreciável no nosso país e vai continuar”, disse António Costa Silva, ministro da Economia e do Mar, presente no arranque da construção do bloco.

Empresa já está a recrutar

A Mercadona continua a recrutar para este novo bloco logístico. De momento, a procura existe para diferentes perfis, como Operadores/as de Armazém e Auxiliares de Manutenção (com uma retribuição anual bruta de 13.601,19 € e progressão salarial até 18.601,42 €, subsídio de férias e natal incluídos), e também perfis mais técnicos de manutenção, mais concretamente, Técnicos/as de Instalações Elétricas ou Técnicos/as de Refrigeração e Climatização (com uma retribuição anual bruta de 20.224,55 € e progressão salarial até 30.702,28 €, subsídios de férias e natal incluídos). A este valor acresce o subsídio de alimentação diário, domingos e feriados.

Mais informação aqui

mercadona IMG 20230821 201226
Situação atual das obras

 

 

- Publicidade -

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo