Economia

A Tasca: Os Melhores Restaurantes Típicos de Lisboa

- Publicidade -

Em Portugal, a expressão “tasca” refere-se habitualmente a pequenos restaurantes com um menu e decoração tradicional, preços acessíveis, e (em muitos casos) gestão familiar. Podemos visitar tascas um pouco por todo o país, desde os restaurantes de papas de sarrabulho no Minho até às casas de peixe fresco na brasa do Algarve. Mas será que ainda existem tascas, ou restaurantes típicos, em Lisboa?

Lisboa é um dos principais pontos turísticos do sul da Europa, e a sua cada vez maior fama internacional afetou decisivamente a indústria da restauração da capital. Muitos restaurantes típicos do centro da cidade deixaram de existir para dar lugar a grandes lojas, franchises de comida, e outras atrações de apelo internacional. Contudo, portugueses e estrangeiros de passagem por Lisboa ainda podem almoçar e jantar em muitos restaurantes típicos—basta saber onde procurar!

Se gosta da cozinha tradicional portuguesa e de pagar pouco por doses generosas de comida, chegou ao sítio certo. Abaixo, vamos apresentar-lhe os melhores restaurantes típicos da capital portuguesa e mostrar-lhe que o conceito de tasca continua muito vivo na capital.

Lisboa: As Melhores Tascas Próximas do Centro

O fenómeno da gentrificação até pode ter revolucionado o aspeto do centro de Lisboa, mas a tasca portuguesa continua bem viva nas áreas junto ao Cais do Sodré, ao Castelo de São Jorge, ou à Torre de Belém.

Caso esteja de passagem por Lisboa ou precise de ocupar uma ou duas horas enquanto espera por um comboio em Santa Apolónia, as nossas recomendações de tascas no centro vêm sempre a calhar. Para almoçar e jantar com todo o conforto, deixe as suas malas num dos pontos de depósito de bagagem Bounce em Lisboa a partir de €4,75 por dia.

- Publicidade -

Zé da Mouraria

A apenas 400 metros do famoso Castelo de São Jorge, turistas e lisboetas podem encontrar o pitoresco restaurante Zé da Mouraria. Esta tasca é principalmente conhecida pelo seu saboroso bacalhau, que os clientes podem ver a ser dessalgado, mas o menu de inspiração tradicional está pejado de iguarias.

Zé dos Cornos

O outro “Zé” do centro de Lisboa é o restaurante típico Zé dos Cornos. Não se deixe enganar pelo seu aspeto: este lendário estabelecimento da capital serve como introdução perfeita à comida tradicional portuguesa e até vende bagaço caseiro como se fazia antigamente!

O Velho Eurico

Menos tasca do que os nossos Zés, O Velho Eurico é um restaurante típico que adiciona uma camada de requinte à culinária portuguesa sem descurar a sua essência. A melhor parte é que, apesar do empratamento cuidado e das receitas deliciosas, O Velho Eurico continua a ser muito acessível a nível de preço.

Restaurante Mondego

Ainda se lembra da deliciosa comida caseira que os seus pais ou avós faziam? Ora, o Restaurante Mondego é um verdadeiro negócio de família no centro de Lisboa que ainda serve comida como os seus pais ou avós costumavam fazer. Os pratos de peixe e polvo são particularmente bem confecionados.

Beira Gare

Os portugueses adoram sentar para comer à mesa, mas comer de pé, com uma cerveja na mão, também é uma parte essencial da cultura de tasca. No centro de Lisboa, o discreto Beira Gare é possivelmente o melhor local para picar umas moelas, experimentar uma bifana, ou comer peixe frito—sempre na companhia de uma cerveja, claro!

Outros Grandes Restaurantes Típicos a Conhecer

Um pouco mais longe do centro da cidade, mas acessíveis por transportes públicos e carro, as seguintes tascas valem a pena a (pequena) viagem:

Parreirinha do Chile

A Parreirinha do Chile é um restaurante tão típico que é possível que nem o encontre na Internet! Localizada na Praça do Chile, esta tasca de esquina é perfeita não só para experimentar snacks tradicionais como para conhecer alguns lisboetas autênticos. Um bom lugar para comer e fazer amigos.

Monte Verde

Na Avenida Tenente Martins, o Monte Verde é um pouco mais caro do que alguns dos nossos outros restaurantes típicos, mas vale a pena pela curadoria do menu, pelo ambiente agradável com lareira, e pelos cocktails. Para além de almoços e jantares, o Monte Verde também serve brunch e pequeno-almoço!

O Panças

Comer no icónico restaurante O Panças implica uma visita à Buraca, o que pode nem sempre ser conveniente. Contudo, esta tasca serve aquele que é possivelmente o melhor arroz de marisco de Lisboa (pelo menos a um preço acessível). Além disso, O Panças também é conhecido pela simpatia do staff.

Tacho da Memória

Se quiser levar boas memórias de Lisboa, passar pelo Tacho da Memória de Odivelas é certamente uma excelente ideia. Menos tasca, mas nem por isso menos típico, o Tacho da Memória é uma sugestão perfeita para quem gosta de comer bom peixe e beber bom vinho. Dispõe também de várias opções vegan.

Corrupio e Companhia: Tascas Modernas e Com Classe

Concluímos a nossa lista de melhores restaurantes típicos de Lisboa com restaurante que, não sendo tascas, incorporam o que de melhor há na cozinha tradicional portuguesa. Podem ser mais caros e requintados, mas são igualmente deliciosos e agradáveis.

Corrupio

O Corrupio é um restaurante de comida típica com um twist moderno e pratos dignos de um autêntico restaurante gourmet. Ainda assim, é possível comer lá por menos de €30. Os destaques do menu? Os camarões ao molho de arroz, os ovos escalfados com ervilhas, ou o arroz de cabrito.

Sea Me

Sugestivamente chamado Sea Me (um trocadilho em inglês com “mar” e “vê-me”), a nossa segunda tasca requintada é uma espécie de templo do peixe fresco de Lisboa. Os clientes podem mesmo escolher o seu peixe e o marisco na montra, bem ao estilo de um restaurante típico português.

Restaurante Gambrinus

Um restaurante típico de elite, o Gambrinus exala classe em todos os aspetos, desde a comida à decoração de inspiração medieval. Possivelmente um dos restaurantes mais famosos de Lisboa, o Gambrinus encontra-se em operação desde a década 30, o que é uma forte prova da sua qualidade e longevidade.

- Publicidade -

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo