DestaqueSociedade

Quase metade das árvores da av. D. Nuno Álvares Pereira secaram

Das cerca de 130 árvores que foram plantadas na av. D. Nuno Álvares Pereira em Tomar, quase metade secaram.

Parece que a câmara tem azar com as árvores. Já na Várzea Grande foram cerca de 70 os jacarandás que não sobreviveram, ou seja, a totalidade das árvores desta espécie.

Na avenida contabilizámos cerca de 60 árvores secas e que o empreiteiro vai ter de substituir uma vez que a obra ainda está no prazo de garantia.

A obra de requalificação da av. D. Nuno Álvares Pereira custou cerca de 1 milhão mil euros. Foi adjudicada pela câmara à empresa Carlos Gil – Obras Públicas, Construção Civil e Montagens Elétricas Lda., da Lousã.

 

Já se circula normalmente na av. Nuno Álvares Pereira (c/ fotos)

3 comentários

  1. Avenida D. Nuno Alvares um bom exemplo do que foi uma obra muito mal projectada e onde os responsáveis assobiam para o lado, fazendo de conta que foi um grande feito…

  2. Essas são as que secaram ,e outras se vão seguir !
    Outras ainda vão cair , ou por vandalismo ou por ação dos carros para se encaixarem nos lugares ,ora bate com a frente ora bate com a traseira .Quando das obras decorriam devia-se ter emendado o erro deslocando as mesmas para o passeio , construindo as caldeiras apropriadas , agora será tarde ?!
    A isto chama-se correr atrás do prejuízo !!!

  3. Talvez o município possa colocar árvores nativas de Portugal: Amieiro, Azevinho, Azinheira, Carvalho-Alvarinho, Carvalho-Cerquinho, Carvalho-Negral, Castanehiro, Choupo-Branco, Dragoeiro, Freixo, Lodão-Bastardo, Loureiro, Medronehiro, Oliveira, Pilriteiro, Pinheiro-Manso, Salgueiro-Branco, Sobreiro, Teixo, Ulmeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Adblock Detectado

Por favor, considere apoiar o nosso site desligando o seu ad blocker.