DestaqueSociedade

Presos de Torres Novas têm de ir a Vale de Judeus para visitas íntimas

O Estabelecimento Prisional de Torres Novas não tem quarto de visitas íntimas. Por isso os presos que sejam casados ou que vivam em união de facto têm de ser transportados ao Estabelecimento Prisional de Vale de Judeus para que possam usufruir dessas visitas íntimas.

A informação consta do Relatório de Atividades dos Serviços Prisionais relativo a 2019.

Nesse ano foram sete os reclusos de Torres Novas que beneficiaram de visitas íntimas, num total de 19 deslocações a Vale dos Judeus.

Outro dado revelado por aquele relatório é que o Estabelecimento Prisional de Torres Novas tem uma taxa de ocupação de 147,4%, ou seja, está sobrelotado. A prisão tem uma lotação máxima de 38 presos, mas no total são 56, dos quais 44 condenados e 12 preventivos, isto no final de 2019.

Dos 56 presos, 36 trabalham e 51 frequentam ações ou cursos de formação escolar e profissional. Há 13 em Regime Aberto Voltado no Exterior (RAE).

No relatório é feito o diagnóstico da prisão de Torres Novas e são apresentadas algumas propostas de melhoria:

  1. Dar-se continuidade á substituição em curso, dos equipamentos informáticos nas unidades orgânicas;
  2. Proceder-se á substituição do parque automóvel, uma vez que as viaturas celulares têm muitos km e apresentam frequentemente, problemas mecânicos;
  3. Colocação de painéis solares, destinados ao aquecimento da água;
  4. Ao nível da segurança, sugere-se a Instalação de um sistema de CCTV interno no estabelecimento Prisional;
  5. Ao nível das infraestruturas, é urgente que se proceda á substituição, das instalações onde funciona atualmente a cozinha do estabelecimento Prisional (um contentor muito degradado) por um Edifício em alvenaria;
  6. Logo que terminem as obras de requalificação do pátio exterior (onde passará a ser assegurado, o recreio em céu aberto da população prisional), é prioritária a criação em alvenaria de um espaço condigno, a equacionar talvez no pátio interior (que será então subsequentemente desativado), onde os reclusos possam passar a tomar as suas refeições

 

Estabelecimento prisionalReclusos PreventivosReclusos CondenadosTotal População ReclusaLotaçãoTaxa de ocupação %

 

EP Torres Novas12445638147,4

 

 

1 comentário

  1. Nós cidadãos pagamos muitas vezes na primeira pessoa como vítimas dos atos perpetrados por estes criminosos;
    Pagamos ao sistema judicial para os julgar;
    Pagamos a sua estadia;
    Pagamos a sua alimentação!
    Pagamos os seus cuidados de saúde, sim porque neste caso não comparticipamos, pagamos mesmo;
    Pagamos os cursos de formação;
    Pagamos agora também o transporte para visitas íntimas e aos guardas para a seguir higienizarem e prepararem os quartos para novos encontros íntimos!
    Será que também pagamos o serviço?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Adblock Detectado

Por favor, considere apoiar o nosso site desligando o seu ad blocker.