DestaqueEconomia

Praia fluvial do Alqueidão ao abandono

- Publicidade -

A câmara de Tomar continua de costas voltadas para a albufeira de Castelo do Bode, um plano de água com vários quilómetros de extensão, com grande potencial de aproveitamento turístico, mas que se mantém ostracizado.

Exemplo disso é o que se passa na praia fluvial do Alqueidão, na freguesia de Olalhas.

Mais de cinco anos depois de ter vencido o Orçamento Participativo lançado pela câmara de Tomar em 2016, o projeto foi objeto de concurso para a empreitada de requalificação da praia fluvial em março de 2021.

Em julho desse ano, foi feita a adjudicação à empresa Soudias – Carpintaria e Serralharia Sousa Dias, Lda, com sede na localidade de Resouro, no concelho de Ourém.

Em poucos meses foram construídas instalações de apoio como sanitários públicos, melhoria dos acessos e arranjos exteriores, entre outros melhoramentos, um investimento superior a 255 mil euros.

- Publicidade -

E há ano e meio que assim se mantém, concluída, com instalações fechadas e a degradar-se, sendo alvo de atos de vandalismo, sem que a câmara tome medidas. A câmara desculpa-se com a APA – Agência Portuguesa do Ambiente.

O assunto foi abordado na última reunião de câmara, mas não há perspetivas de que a praia esteja a funcionar em pleno este verão.

No Facebook, Jorge Laruça publicou um texto de indignação, acompanhado de uma série de fotografias ilustrativas:

Praia fluvial do Alqueidão,

O QUE ANDAM A FAZER COM O NOSSO DINHEIRO???

Pronta há dois anos, ainda não abriu ao público, apesar da divulgação feita pelas autoridades que estiveram envolvidas nesta obra e tão amplamente divulgada nos meios de comunicação social.

Está em riscos de degradação se nada for feito. Não basta gastar mais e €250 000,00 e abandonar o investimento.

Como está, para além de representar um perigo para os utentes da praia, uma vez que necessita de vigilância/ nadador salvador e como as imagens mostram o perigo de utilização da piscina que já está na margem, é um facto

Tudo isto é para além de tudo uma falta de respeito para os utentes da praia mas principalmente para as pessoas do Alqueidão que tinham a esperança que esta obra trouxesse uma melhor qualidade de vida, ao contrário de ver aumentado o tráfego de viaturas nas suas ruas estreitas sem passeios tornando-se extremamente perigosas.

DE QUEM É A RESPONSABILIDADE?

DA CÂMARA MUNICIPAL DE TOMAR?

DA JUNTA DE FREGUESIA DE OLALHAS? DAS DUAS?

Minha não é certamente e das gentes do Alqueidão também não.

Jorge Laruça

Lançado concurso para requalificação da praia fluvial do Alqueidão

- Publicidade -

8 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo