DestaqueSociedade

Este domingo há mais uma saída de coroas em Tomar

- Publicidade -

Quando ouvir o rebentamento de um morteiro e foguetes por volta das 8 da manhã deste domingo, dia 11, não se assuste. É apenas o início de mais um cortejo das Coroas e Pendões do Espírito Santo que anunciam a Festa dos Tabuleiros em Tomar.

Esta é a sexta e penúltima saída de coroas com percurso sobretudo na chamada “parte nova da cidade”. A acompanhar está sempre uma banda filarmónica, foguetes e pelo caminho vai havendo pausas para “comes e bebes” oferecidos pelos moradores, a quem se pede que enfeitem as janelas e varandas com colchas.

O percurso é o seguinte: 8H15 › Igreja da Misericórdia › [Av] Cândido Madureira › Ponte Nova › [R] de Sta. Iria (Missa na igreja de Santa Maria do Olival) › [Av] Horta D’EI- Rei › [R] Manoel de Matos › [Av] Ângela Tamagnini › [R] de Coimbra › [R] Antunes da Silva › [R] 13 de Fevereiro › [R] Carlos Pereira (inverte) › [R] Manuel Mendes Godinho › [R] 13 de Fevereiro › [R] Augusto França › [R] D. Lopo Dias de Sousa (rotunda) › [R] Paulo de Oliveira › [Est] do Barreiro › [R] José Saramago › [R] Dr. Fernando de Araújo Ferreira › [R] Romualdo Mela (inverte) › [R] Dr. Fernando de Araújo Ferreira › [R] Carlos Maia Pereira › [R] Dr. Oliveira Baptista › [Trav] Dr. Oliveira Baptista › [Trav] Diogo Torralva › [R] Miguel Ferreira (parte final) › [R] de Coimbra › [R] da Carrasqueira › [R] Dr. Augusto Correia › [R] Dr. Oliveira Baptista › [R] Carlos Pereira › [R] D. Lopo Dias de Sousa › [Pct] Dr. Raul Lopes › [Alameda] Um de Março (lado norte) › Ponte Velha › [R] Everard › [Av] Cândido Madureira › Igreja da Misericórdia

A próxima e última saída de coroas é dia 18 de junho.

Festa dos Tabuleiros: saiba as datas e os percursos das saídas de coroas

- Publicidade -

- Publicidade -

2 comentários

  1. Há coisas difíceis de digerir. Há tempos a senhora presidenta Anabela, de acordo com a protecção civil, suponho, mandou que a sirene dos bombeiros se calasse as 12H00, para não traumatizar os ucranianos recebidos em Tomar por causa da guerra.
    Então e agora? Nas saídas das coroas lançam-se foguetes a esmo, morteirada de criar bicho. Agora já não há trauma? O trauma tinha prazo e já se foi no comboio das sete?
    Em suma, não passa tudo uma data de cachopos…

    1. Aos anos que eu fico traumatizado, é sempre em Maio e Novembro, passo um mau bocado, são os meses de pagamento do IMI…e nunca ninguém quer saber se eu estou bem ou não…

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo