DestaqueSociedade

Delegada de saúde não autoriza abertura de caixões

- Publicidade -

Numa determinação da Autoridade de Saúde Coordenadora do ACES (Agrupamento de Centros de Saúde) Médio Tejo, publicada no dia 9, Maria dos Anjos Esperança decidiu não autorizar a abertura dos caixões durante os funerais “como medida cautelar de saúde pública”.

Esta proibição vai contra as novas as regras definidas a semana passada pela Direção Geral da Saúde sobre os funerais de vítimas covid-19. Segundo a DGS, os velórios continuam a estar proibidos, mas na cerimónia fúnebre ou no funeral, se a família assim o desejar e se “houver condições”, o caixão pode ser aberto, desde que de forma rápida e a pelo menos um metro de distância.

A DGS permite que a visualização do corpo possa ser conseguida através de caixões com visor, mas sublinha que em qualquer destas situações não é permitido tocar no corpo ou caixão.

Contudo, a autoridade de saúde salienta que “o caixão deve, preferencialmente, manter-se fechado”.

Continua a ser proibido o aglomerado de pessoas nos funerais e obrigatório o controlo das distâncias de segurança, que, atendendo ao agravamento da situação epidemiológica, o distanciamento entre pessoas deve ser escrupulosamente mantido (dois metros) durante todo o funeral, evitando qualquer contacto físico.

- Publicidade -

Quanto aos funerais, a decisão da delegada de saúde de Tomar vai mais longe e proíbe liminarmente a abertura dos caixões não só para vítimas covid-19 como para todos os outros defuntos, “tendo em conta a situação epidemiológica relativa à infeção Covid-19”.

E é uma medida que vai vigorar enquanto durar o estado de emergência na área de influência do ACES Médio Tejo: concelhos de Abrantes, Alcanena, Constância, Entroncamento, Ourém, Ferreira do Zêzere, Mação, Sardoal, Torres Novas, Tomar e Vila Nova da Barquinha.

covid caixoes 65212855 3582892940515573083 o

- Publicidade -

2 comentários

  1. Afinal sempre temos os nossos/as ditadores locais, que como alguns responsáveis politicos /associações DECIDEM o que querem!!
    E ainda os premeiam pela seu percurso profissional???
    Agora até por defuntos não Covid os familiares não podem ver , por breve momentos o seu familiar???

  2. Ai está a Sra. a querer ser mais papista que o Papa.
    Um bom exemplo dos pequenos ditadores que minam e desgraçam os serviços públicos neste País…. Uma VERGONHA
    A Sra delegada de saúde respeite os mortos e os seus familiares directos…..

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo