in ,

CPCJ investiga caso de violência sobre criança em Tomar

Uma menina de 11 anos, estudante na escola básica dos Templários, foi alvo de violência, num caso que está a ser investigado pela Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Tomar.

As nódoas negras (hematomas) em várias partes do corpo revelam que sofreu agressões não se sabendo quem foi o autor nem onde o caso aconteceu, informações que a menina tem omitido ou vai apresentando várias versões.

A criança, filha de pais divorciados e com guarda partilhada, revela algum atraso cognitivo e problemas de aprendizagem.

O caso foi espoletado no estabelecimento de ensino depois de a mãe falar com as auxiliares sobre as causas das nódoas negras. Entretanto a menina foi levada para uma consulta no serviço de pediatria do hospital de Torres Novas, quando os hematomas ainda eram visíveis.

Depois disso, foi dado conhecimento à CPCJ e foram questionados professores e funcionários, sendo pouco provável que a situação tenha ocorrido na escola.

Compete agora à CPCJ investigar o caso.

Escrita por Redação

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Centro hospitalar admite assistentes operacionais

Mais um carro foi parar ao rio Nabão (c/ fotos e vídeo)