in ,

Covid-19: idosos esperam pela vacina em espaço sem condições

covid 95283 5172568537202288344 n Copia

Uma cidadã de Tomar enviou-nos um texto dando conta da sua indignação acerca das condições em que os idosos têm de esperar pela vacina contra a Covid-19 no pavilhão Jácome Ratton. É certo que o problema não acontece todos os dias, pode até ter sido uma situação pontual, mas os responsáveis têm obrigação de criar as mínimas condições enquanto os idosos esperam pela vacina.

 

“Hoje desloquei me com a minha mãe ao pavilhão Jácome Ratton para lhe ser administrada a vacina de prevenção ao Covid 19. Estava marcada para as 10h45. À chegada lá estavam à porta, à esturra do sol, em pé, mais de 20 idosos… com imensas dificuldades de mobilidade. Foram pedidas cadeiras, não tinham disponíveis… esperamos mais de meia hora, nestas condições indignas para pessoas de 91 anos e até mais.

Apela-se ao bom senso dos responsáveis pela organização da vacinação. Um simples sistema de senhas resolvia o problema e deixavam os idosos esperar sentados nas bancadas do pavilhão que é enorme… enfim é o país que temos.”

A.P.

pavilhao jacome ratton IMG 20210323 120455

Nota: A “aquisição de equipamentos e sinalética para posto de vacinação à Covid-19” foi contratada por ajuste direto pelo município de Tomar a 26 de fevereiro com a empresa Apametal – Aparelhagem Metálica, Lda. pelo preço de 29.875 euros + IVA.

 

covid 95283 5172568537202288344 n Copia

Proponha uma correção, sugira uma pista: 

Envie fotos e vídeos para ou por aqui

Escrita por Redação

Blog informativo Tomar na Rede. Notícias sobre Tomar e região envolvente. Informação local e regional.

Comentários

Responder
  1. O problema de Portugal nao e falta de dinheiro, e falta de de vergonha na cara nos nossos governantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0
santarem safe image

Vídeos mostram Santarém sob a neblina matinal no vale do Tejo

vacina covid IMG 20210319 165215

Covid-19: vacinas nos centros de saúde, porque não?