in ,

“Bairro Calé”: família de etnia cigana realojada no edifício de apoio

No novo bairro de famílias ciganas, entre o quartel da GNR e a linha de caminho de ferro em Tomar, estava previsto que um dos edifícios servisse para apoio ao processo de integração daquelas famílias. Verifica-se agora que esse edifício está ocupado por uma família da mesma etnia, ficando assim no total seis famílias realojadas.

O chamado “Centro Comunitário de Apoio Familiar”, que não é mais do que um conjunto de casas pré-fabricadas para famílias ciganas, é constituído por cinco módulos, dos quais dois T2 e três T3 a que acresce o tal edifício de apoio, agora alojamento de mais uma família que veio das barracas do Flecheiro.

Há poucas semanas, a câmara instalou à entrada do bairro um contentor, que não estava previsto no projeto, onde é suposto funcionar o “centro de apoio”.

Entretanto decorrem os arranjos exteriores com plantação de árvores e criação de espaços verdes.

Aquele conjunto habitacional custa aos cofres da autarquia mais de 400 mil euros. As obras começaram em junho de 2018 e as primeiras casas foram ocupadas antes do Natal de 2019.

Escrita por Redação

Comentários

Responder
  1. Podiam ser todos alojados na sede do Tomar na rede . Seriam por certo bem recebidos e evitariam por parte deste notícias de casa própria . ,

  2. Se não exisitir Tomar na Rede, não existe informação alternativa, plural, e independente, em Tomar.
    Por uma opção, ou por outra, os jornais locais abstêm-se de noticiario que seja susceptivel de incomodar a senhora camara.
    As radios, a mesma coisa.
    A oposição politica, que poderia questionar opções e decisões, e representar muitos cidadãos, continua ausente.
    Com flecheiro, ou sem flecheiro, com polemica ou sem polemica, que resta?
    Tomar na Rede.

  3. Não faltará muito para que o dito contentor passe a albergar mais uma família. A somar à ocupação do módulo que pretensamente serviria fins comunitários, estamos perante um degradar da filosofia que presidiu à implantação daquele núcleo, e teremos assim o nascimento de mais um bairro de lata.
    Nada de mais. Estamos em Tomar…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Parabéns

Incêndio na Póvoa mobiliza quase 70 bombeiros e dois meios aéreos