CulturaDestaqueSociedade

Obras põem largo de Cem Soldos “em bolandas”

- Publicidade -

Quem, por estes dias, passe por Cem Soldos encontra uma aldeia em bolandas, com muito pó no ar. A grande azáfama das obras abrange o largo principal da aldeia mas também quase todas as ruas adjacentes.

Nesta altura o cruzeiro já foi deslocalizado para mais perto da igreja e a parte do saneamento já está em fase de conclusão.

Outubro de 2023 é o novo prazo previsto para conclusão das obras o que fez cancelar o festival Bons Sons deste ano.

É uma empreitada a rondar os 967 mil euros adjudicada à empresa Manuel Pedro de Sousa & Filhos, Lda, de Alcobaça.

Esta obra vai renovar o largo principal da aldeia onde se realiza o festival Bons Sons. O projeto foi idealizado pelo gabinete Baldios – Arquitetos Paisagistas, Lda, de Lisboa e custou 25.830 euros.

- Publicidade -

É neste largo que se realizam os principais concertos do festival Bons Sons e onde se mantém a tradição do madeiro a arder na noite de Natal.

O projeto prevê algumas alterações a nível de trânsito, de árvores, de iluminação e de pavimentos, entre outros aspetos, mantendo-se a possibilidade de realização de eventos na placa triangular central.

Quanto ao festival Bons Sons, a organização, o Sport Club Operário de Cem Soldos, já anunciou a edição de 2024 para de 8 a 11 de agosto.

A cantautora e pianista das Caldas da Rainha Femme Falafel é o primeiro nome confirmado, por ter sido a vencedora do Festival Termómetro 2023.

 

- Publicidade -

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo