in ,

Animação de verão em Tomar custa mais de 170 mil euros

mouchao animacao 591 5798750237429150600 n

À semelhança do ano passado, “Tomar na Rede” fez as contas e revela os números do programa de animação de verão promovido pela câmara de Tomar, com base nos contratos publicados no portal Base.

O programa denominado “Tomar Cultura Viva 2021”, que consta de concertos e performances no Mouchão e nas ruas do centro histórico entre 1 de julho e 3 de setembro, custa aos cofres do município mais de 170 mil euros, mais 20 mil do que no ano passado.

Este ano, uma despesa acrescida foi o aluguer do palco coberto. Além disso, o serviço de segurança e vigilância foi mais caro.

Se a estes valores acrescentarmos outros custos não especificados como recursos humanos e publicidade, o custo global talvez ultrapasse os 200 mil euros.

A cada empresa que opera na área da cultura ou entretenimento, a câmara pagou 19.990 euros + IVA, tanto como para uma empresa de comunicação e outro tanto para os serviços de iluminação, valor idêntico ao ano passado. Os serviços de vigilância e segurança custaram 9.827 euros + IVA e o aluguer do palco 8.660 euros + IVA.

 

Aquisição de serviços de agenciamento de artistas, aluguer e operacionalização de sistemas de som e luz:

EmpresaValor
Triestúdio – Estudio Audio, Lda19.990 € + IVA
ANDAMENTO VIVO PRODUÇÕES UNIPESSOAL LDA19.990 € + IVA
Frentmaster – Audiovisuais Lda.19.990 € + IVA
António Manuel da Silva Bernardo19.990 € + IVA
Luis Honório – Eventos Artísticos, Lda (FH5)19.990 € + IVA
José Noivo – Luz e Som, Lda19.990 € + IVA

 

Aluguer de palco coberto

Pixeldesfile – Unipessoal, Lda.8.660 € + IVA

 

Serviços de segurança

P5-Profive – Serviços de Segurança Lda.9.827,20 € + IVA

 

Total: 170.265 euros 

Escrita por Redação

Blog informativo Tomar na Rede. Notícias sobre Tomar e região envolvente. Informação local e regional.

Comentários

Responder
  1. Feita a conta, fica a pouco mais de 5 euros por cada eleitor inscrito. Incluindo os que lá não vão. Podia ser bem pior, que o bem estar dos rebanhos está pela hora da morte, devido às normas comunitárias. Tratando-se de animais que há oito anos insistem em andar sempre “pelo caminho certo”, pode até considerar-se uma pechincha.
    Crise? Qual crise? Para quem?

  2. As empresas que fazem habitualmente a sonorização da cidade nomeadamente na zona histórica esquecem-se recorrentemente de desinstalar os arames onde colocam os equipamentos como por exemplo as colunas de som !
    Ou seja de cada vez que fazem uma instalação esticam arames para suporte dos equipamentos , mas no dia de levantarem as colunas de som , por exemplo , lá ficam os arames , já são tantos que isto um dia parece um qualquer lugar do terceiro mundo ,
    Ou já é !!!
    Ou nunca deixou de ser ?

  3. Que bom mostrar a zona nobre da cidade com festas pagas por todos os tomarenses inclusive os da outra zona que pagam os seus impostos e vêem-se agora metidos
    numa favela, onde ninguém vive sossegado.
    Obrigado Câmara Municipal

  4. O que não se entende é a lógica desta “animação”.
    É dirigida a quem? Aos noctívagos urbanos locais, votantes?
    Aos visitantes de Tomar? Se fosse, será isto que eles querem?
    E qual a lógica destas animações? É a cidade jardim ou a cidade Templaria?
    Que raio de dificuldade para saber onde e porquê são gastos os meus 5€?
    Ou seria pelo meu voto?

  5. Não faz sentido estes gastos com festarolas, que deixem esses investimentos para os privados e se concentrem mas é nas suas funções.

    Mas para ser completamente realista, provavelmente qualquer outro(a) que lá estivesse a coordenar o município faria provavelmente o mesmo… logo isto deve ser mais coisa cultural que outra coisa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0
Tomar IMG 20200726 082610

Ainda a praga de baratas

bomm 421563 4017845920257569840 n

Mergulhadores recuperam carteira perdida no rio